Arquivo do mês: agosto 2014

Trilha sonora:

armadura_  images.jpgrei com Garrincha images.jpgGarrincha MV5BMTczNjIxMjI5OV5BMl5BanBnXkFtZTcwNzk1NzUyMQ@@._V1_SY317_CR5,0,214,317_AL_

Na Suécia, em 1958, o Brasil deu a volta por cima no vexame 1950. Ganhamos a Copa do Mundo. Mas, não trouxemos nada da revolução silenciosa que o povo fazia para transformar o país dos Vikings, de Greta Garbo, Ingrid Bergman, Abba, em nação governada com transparência, escolaridade, solidariedade.

O que a maioria do povo brasileiro sabe sobre a Suécia? Não sabe nada. Como não sabe nada da Austrália, Canadá, Paquistão, Panamá, Bélgica, Chile, Costa Rica, Finlândia. Vivemos o maior apagão cultural de nossa história. Somos bombardeados por notícias e entretenimento sem informação. E quando trazem informação não educam. Não ensinam. O escracho predomina.

Expoentes da cultura morrem. E o país não tem replacement.

Na grade televisiva não há um programa dedicado à política externa. E temos bons analistas, diplomatas gabaritados. Expoentes da cultura estão saindo da vida sem que o país tenha replacement. Patinamos na mediocridade, superficialidade, atalho, quebra galho. Somos o país do genérico.

Não somos mais o “país do futebol”. Lideramos em crimes hediondos. Estamos mais grosseiros, embrutecidos. A qualidade de vida não é prioridade de políticos, da elite governante. Ser eleito, reeleito.  Poder e vantagens. Essas são as prioridades. O programa eleitoral mostra o mesmismo do pior.

De subdesenvolvidos para emergentes. Exportador de commodities e matéria prima. Com a indústria nacional se diluindo, importamos mais bugigangas, mais “novidades”. Meu amigo, Liu Shang, tira sarro comigo em seu português lig-lig-lé:  “O Brasil vai ser o maior camelódromo do mundo”.

Empurram o Brasil para o Terceiro Mundo quando não há mais “Segundo Mundo”. Qual a prioridade: Argentina ou Austrália? Bélgica ou Bolívia? Canadá ou Cuba? Inglaterra ou Irã? Japão ou Coreia do Norte?

Índice.jpgLula e Kadafi XCAN6Z1BKCA9U0IF9CA34YIFZCAKV1I6GCA8TX3TLCAFCOZMOCAKL214GCAN9WVDCCAG96ZOLCAY5DMNBCA5U66UVCA8NIQCPCALV56F3CA5QCVY5CA7CHLT3CAT89GOKCAPLA40MCAE18107CAUC4OGJ images.jpgLula e Ahmedinejad images.jpgKoreia

O presidente Lula, e seus ideólogos, com prioridades bolivarianas, distanciaram o Brasil dos centros de Saber, Conhecimento, Tecnologia, Pesquisa, Modernidade. Uma década fazendo tabelinha com Hugo Chávez, Ahmedinejad, Kadafi, Evo Morales. E os resultados para o Brasil? Qual é a imagem da diplomacia brasileira. Da política externa?

Os nossos Talebans persistem no erro com dogmas e doutrinas ultrapassadas. Mescladas com esperteza política eleitoral. Perdão de dívidas, obras, acordos, doações, no exterior, sem transparência. Tidas como “segredo de Estado”. Os poucos “paraísos socialistas” substituem os paraísos fiscais.

Vamos às urnas como rebanho vai para o matadouro. Votamos e não mudamos essencialmente nada. Aceitamos- numa boa- o anarquismo democrático. O nó cego nas instituições está bem dado. A corrupção oficial e oficiosa já faz parte do Brazilian way of life. Com merreca$. Na Moral.

A cada eleição presidencial nos prometem reforma tributária, política, eleitoral. O brasileiro trabalha, vive, é atropelado, sem um Plano Nacional de Segurança Pública. Morre nos corredores e pocilgas hospitalares. Médicos, não curam. Médicos fazem diagnóstico. Medicação, atendimento hospitalar, alimentação, moradia, saneamento básico, qualidade de vida: curam, salvam.

Soluções existem. Alternativas estão ao nosso alcance.

images.jpgAlfred Nobel  images.jpgGreta Bergman images.jpgRei e Rainha

Uma delas está na Suécia. E o Brasil é mesmo abençoado por Deus: a Rainha da Suécia é brasileira*. E as muitas alternativas, exemplos, que a Suécia pode nos oferecer está no livro da brasileira Claudia Wallin: Um país sem excelências e mordomias:

Quero ser um indivíduo entre outros indivíduos, e não alguém tratado como uma pessoa extraordinária. Fredrik Reinfeldt, primeiro ministro.

“Um país sem excelências. Uma sociedade na qual o mandato político não confere um título de nobreza instantânea ao cidadão eleito, nem dá direito às regalias e aos rapapés…Onde madames não vão às compras em carros oficiais do Parlamento. Aos deputados suecos não se concedem carros oficiais, nem motoristas, secretárias particulares, viagens de jatinho, hospedagem em hotéis de luxo, nem privilégios”.

capa livro

“Nem tampouco os juízes que, sem abonos ou privilégios especiais, não almoçam a custa do dinheiro do contribuinte com obscenos auxílios alimentação atrelado a altos salários”.

“A Suécia não oferece luxo aos seus políticos. A classe política não tem o status de uma elite bajulada, nem os privilégios de uma nobreza encastelada no poder. Sem direito à imunidade, políticos suecos podem ser processados como qualquer cidadão”.

“Qual seria a reação dos suecos se os políticos decidissem aumentar seus próprios salários, direito à pensão vitalícia, ocupar espaçosos gabinetes com copa e cafezinho servido por secretárias, empregar dezenas de assistentes particulares e parentes, andar de jatinhos e circular em carros oficiais com motorista. Tudo pago com o dinheiro dos cidadãos? “A sociedade sueca jamais toleraria a concessão de privilégios aos seus políticos. Isso é uma das poucas coisas que poderiam causar uma revolução aqui na Suécia”. Lena Mehlin, jornalista.

“Luxo pago com o dinheiro do contribuinte é imoral e antiético”.

“Juízes suecos não aceitam presentes, como passeios em cruzeiros ou em resortes. Todos os juízes pagam por suas próprias refeições. Nenhum de nós tem direito a carro com motorista ou plano de saúde especial. Temos direito apenas aos serviços públicos de saúde, como qualquer cidadão”.

Quando os juízes são corruptos, então todos os membros da sociedade podem ser”.

Livro0002

Entre juízes, nunca ouvi falar de um caso de corrupção em toda a minha vida. Um sistema judiciário limpo é essencial. Porque se o sistema não é limpo, não existe justiça. E por que os juízes devem ser um exemplo de honestidade para os políticos e para a sociedade como um todo.

Se os juízes não são limpos, toda a sociedade é rompida pela desordem. Um Judiciário que perde o respeito da população pode provocar uma explosão de desordem na sociedade”.

Tolerância zero contra a desonestidade.

“Penso que países como o Brasil necessitam de líderes que promovam constantemente a honestidade, e que deem bons exemplos. Líderes que mostrem que não estão em busca de luxo para si, líderes que nunca aceitem suborno, líderes que deplorem oficialmente atos indignos”.

” É preciso criar um movimento sério contra a corrupção, e deve ser um movimento de tolerância zero. Todos precisam começar do zero, e ter tolerância zero contra a desonestidade. E todos que detêm posições oficiais no poder devem dar o bom exemplo”. Goran Lambertz, da Suprema Corte.

Sonhador de sonhos realizados eu vos convido para “viajar” comigo.

Estava no Palácio do Planalto quando ouvi a presidente Dilma telefonar para a Rainha Sílvia:

Dilma: “E aí Silvia, tudo joia. Muito frio nessas noites brancas de verão? Querida, to pensando fazer um arregaço aqui. Posso ser eleita dez vezes e não mudar essencialmente nada. Tava lendo Em busca do tempo perdido. Três volumes. Cansei. Não me ajuda em nada. Parei de ler. To folheando o livro da Claudia. Muita informação. Se conseguirmos 10% do que vocês conseguiram já tá bom demais. Ponte, estrada, prédio, açude, Bolsa, qualquer presidente faz. Quero entrar na história como a Mulher que mudou, melhorou, modernizou, humanizou o Brasil”.

Lula3

Sílvia: ” Dilma, querida, você sabe que pode contar comigo. O meu coração palpita pelo Brasil. Meu marido adora o Brasil. O pai dele entregou a taça quando ganhamos a Copa do Mundo aqui.

Esse livro da Claudia Wallin é uma fantástica contribuição. Mostra em detalhes aspectos de nossa sociedade. Nós recebemos o presidente Lula e a Marisa. Conversamos muito e acreditamos que poderíamos desenvolver e aprofundar as nossas relações.

Fomos ao Brasil para estreitar mais ainda os nossos laços de amizade e cooperação tecnológica, científica. Mas, de repente, o Lula sumiu. Dilma, é só você pedir: médicos, engenheiros, matemáticos, investimentos, tecnologia, cientistas. E agora faço um pedido: manda umas caixas da jabuticaba. Ah, como eu me lembro da minha infância na chácara em São Manuel. O quintal cheio de pé de jabuticaba, jaca, carambola, manga, goiaba. Conte comigo, Dilma“.

Aécio, Dilma, Marina, Lewandowski, Toffoli, leram, o livro de Claudia?

claudia-wallinUm país sem excelências e mordomias deve ser o livro de cabeceira de todo candidato, eleitor, juiz, jornalista, padre, pastor, militante político, ideológico. Ninguém virá ao Brasil dar solução aos nossos problemas. Ninguém foi à Suécia resolver problemas suecos.

Entre na história e verá que há povos que construíram o caminho do êxito, do sucesso. E há povos que patinam no fracasso, na derrota.

Ao lado da União Soviética, os suecos souberam distinguir o bom e o ruim da experiência socialista. Da Europa capitalista, eles continuam separando o joio do trigo.

Parabéns, Claudia. Pelo seu jornalismo investigativo criterioso.

1011157_653117758050424_332818242_n

Um país sem excelências e mordomias deveria/deve ser a “Bíblia” de todo político. De todo magistrado brasileiro.

mi_1236296254639216

*A Rainha brasileira: Seu pai, o empresário alemão Walther Sommerlath, viveu no Brasil nos anos 30 quando se casou com Alice Soares de Toledo, nascida em São Manuel, SP. O casal foi para a Alemanha onde Sílvia nasceu. Com a Segunda Guerra Mundial voltaram. Silvia foi educada em São Paulo onde tem primos e um braço da ONG criada por ela a World Childhood Foundation.

Divulgue. Encaminhe www.oreporternahistoria.com.br. Para Escreve que eu publico envie imagens, notícias, texto, e-mail, para oreporternahistoria@gmail.com. JotaNYmtAlves/FACEBOOK. Ver www.odiadobrasil.com

 

Trilha sonora:

Conselhos:

13 - Digitalizar0192 content_idmesas de ministros Índice.jpgTribo

1. Na primeira reunião com Prefeitos de MT para organizar o Conselho do Anel Ecológico e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente. 2. Conselhos são para soluções, alternativas. Para melhorar, modernizar. Não para controlar, vigiar, sabotar, faturar. Não podem ser aparelhos, coletivos, células, para mobilização ideológica, política, eleitoral. Um Conselheiro tipo Chefe, Comissário, Inspetor, estrangula, dá nó cego no governo, no país. Foi assim na URSS. Foi assim nas Repúblicas Socialistas da Europa. 3. Os nossos ancestrais respeitavam e valorizavam os Conselhos.

Jota Alves, parabéns, texto maravilhoso, resume nosso BRASIL hoje. O comunismo acabou. O muro caiu, não existe mais. As republicas socialistas soviéticas, idem. Eu guardei meu passado como ativista- simpatizante do MR-8. Precisamos de um país novo. Comércio com o mundo. Busca de tecnologias. Deixar de vender somente minérios e commodities agrícolas e exportar manufaturados. Investir em educação, educação e educação. (Jarbas, São Paulo). Ver Conselhos para mobilização permanente/www.oreporternahistoria.com.br

Conselhos são para dar conselhos. Propor soluções. Pessoas com experiência, competência, idoneidade. Os Conselhos propostos pela banda “ideológica” do governo são sim para vigiar, e controlar. Vivemos o mais baixo momento tecnológico, administrativo, político, de nossa história, e os Caras quer aparelhar o Estado com Conselhos Populares ditando regras, sabotando o Congresso, os ministérios, os funcionários de carreira. Lula é um Mobilizador. Nunca foi, nem será Administrador. Os Conselhos da Dilma são para manter o Cara na crista da onda até 2018. E a harmonia do país? Para eles? Phoda-se! Todo Poder aos Caras! (João, Natal).

imagesLGBPV32E.jpgConselhos

Priviet, Jota! Caramba, sinto muito, mas, ao que tudo indica você sequer leu a proposta do governo sobre os conselhos populares e fica esculhambando com a mesma. Ou seja, você bebe da fonte da revista Veja – esse folhetim ideológico do Departamento de Estado dos EUA – e se coloca mais à direita ainda que a própria. Oportunamente farei alguns comentários sobre suas assertivas no último “oreporter”. Por ora, reenvio meu artigo sobre os conselhos, que você certamente não leu. Espero que encontre pelo menos 3 ou 4 minutos para lê-lo agora. (Emerson Leal – Doutor em Física Atômica e Molecular. Vice-presidente do PPL/SP. 

Priviet, Jota: É impressionante o nanismo político desses nossos camaradas. Estudam, envelhecem, adquirem experiência de vida, fazem mestrado, doutorado, mas continuam lendo as mesmas cartilhas que liam nos anos 60. Assim como os religiosos fanáticos, que botam todas as culpas no Satanás. Elegeram o USA como o demônio mor. O capitalismo é o que chamam de “estradas largas e fáceis” que nos conduzem ao inferno. Tenho pena desses camaradas. Não tenho mais paciência para ouvi-los. Esquizofrenia pura. (O.M/Rio).

Campeão em burocracia: 300 mil ONG. Conselhos federais, estaduais, municipais. Conselhos Comunitários. E a presidente Dilma- ela presidiu o Conselho de Administração da Petrobras durante as negociações para comprar refinaria em Pasadena com imensos prejuízos ao país- quer, por decreto, aparelhar política/ideológica/eleitoralmente/ a emperrada máquina administrativa. E mais, todos “os conselheiros” serão remunerados. É acabar de vez com o pouco que resta em eficiência na gestão pública. Em burocracia, Brasil é campeão do mundo. Pela ordem: Polônia, Rússia, Grécia, Alemanha, Argentina. Africa do Sul, Turquia, Itália, China. (Fred, SP)

Anão Diplomático

Você sabia que a TV Globo já teve um Jornal Internacional voltado para notícias mundiais, comentadas, analisadas. Com o famoso Herón Dominguez de o Repórter Esso? É inacreditável, inconcebível, que as TVS brasileiras não dediquem espaço nobre para tão relevante assunto: a política externa. O brasileiro é o povo mais mal informado do planeta. Sabe o que a TV Globo quer que ele saiba. Enquanto perdurar esse analfabetismo midiático e desinteresse, a nossa política externa continuará irrelevante. E não somos Anão somente em Diplomacia. (Joana, Paris).

Quantidade X Qualidade:

XCAN6Z1BKCA9U0IF9CA34YIFZCAKV1I6GCA8TX3TLCAFCOZMOCAKL214GCAN9WVDCCAG96ZOLCAY5DMNBCA5U66UVCA8NIQCPCALV56F3CA5QCVY5CA7CHLT3CAT89GOKCAPLA40MCAE18107CAUC4OGJ

Índice.jpgLula e Kadafi images.jpgDitador

O Brasil tem relação com todos os 192 Estados-membros da ONU. Tem mais de 220 postos diplomáticos. Muitos dos quais com sede própria. (Como aqui em Roma). Tem assento em dezenas de organismos internacionais. Foi relevante na criação da ONU, OEA, MERCOSUL… O Itamaraty tem reputação de preparar bem os seus diplomatas. Somos um gigante continental. Temos mais celulares que habitantes. O maior rio do mundo. A maior floresta tropical do mundo. Somos Penta campeão do mundo. E por que a política externa tem sido chinfrim? ( Nicola, Roma).

Isso de Anão Diplomático não é de hoje. O nanismo começou com o presidente Lula de braços dados com ditadores. Deixou-se guiar por Hugo Chávez, Fidel Castro, Evo Morales, Noriega, Fernando Lugo, Omar Kadafi, Ahmedenijad, os Kirchners… Gente do quarto do Terceiro Mundo, sem Segundo mundo. Abriu postos diplomáticos em lugares irrelevantes apenas para mais votos em busca do Delírio alimentado pela turma do chá de coca de ser Secretário Geral da ONU. Não é somente nanismo é onanismo na política externa brasileira. (Pedro, Paris).

images.jpgLula e Ahmedinejad

Diplomacia é percepção, comportamento, é imagem. Uma vez trincada, By by Brasil. E a Dilma não mudou nada. Hospeda ditador na residência oficial. Que não é dela. É da nação. Presidente que se proclama democrata não hospeda em sua “casa” não faz afagos não empresta rios de dinheiro do povo à ditadores. Não deveria “investir” bilhões em “paraísos fiscais-socialistas-tropicais”. Qual o retorno para o Brasil? Nenhum. Mas, sempre há um Yousseff (não confundir com Rousseff) para trazer a comis$ão dos líderes do proletariado brasileiro por serviços ideológicos prestados.

Quem viver verá. O porto de Mariel  em Cuba já pertence aos russos. Os irmãos Castro não são eternos. Em 2020, o porto e outras obras vão acabar na mão de empresários cubanos americanos. E o nosso dinheiro? Cinzas, do delírio e dos “agradecimentos” ideológicos. (Rafael, Brasília).

O Brasil está de gaiato na UNASUL. Agora no BRICS com Banco a serviço dos interesses chineses. Acabamos de levar um baile da Ìndia na OMC. Estamos sim, isolados. Mal vistos lá onde há Tecnologia, Ciência, Pesquisa, Modernidade. Você sabe, meu caro Jota, quem foi o presidente da Comissão de Política Externa do Senado- por onde passa nomeação de embaixador, aprovação de acordos e contratos internacionais? O senador, ex-presidente Fernando Collor de Mello: o inimigo corrupto de ontem. O amigo e companheiro de hoje. Anão Diplomático é pouco. (ExChefe de Chancelaria, Rio).

Milonga da “Evita” Kirchner:

1406658037_362221_1406659701_noticia_normal

Desde o peronismo, (tio do lulismo, castrismo, bolivarianismo), Argentina vive de empréstimo. Eu estava lá na Rua Corrientes, 348, no segundo andar, um gato de porcelana, com uma portenha fogosa e malandra (muito cuidado ao sair com argentina de Buenos Aires, te leva ate a cueca) quando Adolfo Rodriguez Sáa tomou posse como presidente provisório do país.

A data: 23 de dezembro de 2001. Não esqueci, pois, na noite de 24, Natal, a puta botou remédio no vinho. Apaguei. Ela levou 5 mil dólares. Uma fortuna na época. O imbecil Adolfo gritou que o seu país não pagarias dívidas externas. O peronismo aplaudiu. Viva La Revolucion del Tango!

Foi o maior calote da história. Em 2005, Nestor Kirchner negociou os títulos de US$ 81 bilhões. Para 62,3 bilhões. Na sequencia, o Congresso sob pressão dos Conselhos Populares e sindicatos peronistas, aprovou a lei do ferrolho que proibia novas negociações de reestruturação das dívidas.
Em 2010, com a economia em péssima, a Cristina resolve forçar nova reestruturação. Vai e volta. Aceita e recua. No desespero, com a economia na merda, acusa os credores de “abutres”.

A culpa como sempre é do Império. Do Clube de Paris, também credor da Argentina. De tango em tango meteram a mão na grana. Roubaram pra caralho. E o Brasil, apoiando o calote argentino. Os empresários, a indústria brasileira, que se cuidem. Los Hermanos podem dar calotes. Estão comprando, recebendo, mas, não estão pagando. “Viva o Peronismo, Populismo, Chavismo, Lulismo”. (Ivan, POA).

Calçados infantis:

A Bibi, fabricante de calçados infantis, pela primeira vez, em 25 anos, recusa pedidos da Argentina. Dos 120 mil pares encomendados em 2013, 8 mil não tiveram autorização para cruzar a fronteira. Rosnei da Silva, diretor da Bibi, diz “Calculamos e assumimos o risco de não receber. Vender agora vai além do aceitável. Seria como acelerar o carro numa estrada molhada, à noite, com neblina”.

E a política externa brasileira? E o Perón de Pernambuco? E a Evita brasileira? O que eles fazem para defender a indústria nacional perdendo terreno, dentro de casa, para bagulhos e bugigangas made in China. (Raimundo, Franca).

O troco do Paraguai

Índice.jpgCavalo

“O Brasil uniu-se ao Uruguai e Argentina, para nos destruir. Nunca houve a Guerra do Paraguai como ensinam nas suas escolas. Houve sim a Guerra contra o Paraguai. Recentemente, o que fez o Brasil/Império? Fez a “cabeça” do chapado presidente do Uruguai e da desvairada presi-denta da Argentina e repetiram a Tríplice Aliança. O ministro de Relações Exteriores do Brasil veio ao Paraguai com o Moreno, filhote de Castro e de Chávez, exigir a rendição do Senado, das instituições do meu país.

Não existe contrabando paraguaio sem as autoridades brasileiras. Poderíamos criar uma conflito tipo Gaza nas nossas fronteiras. Vocês nunca lutaram por nada. A nossa “guerrilha” é outra, dos tempos modernos. Estamos solapando a sua cultura, energia, moral. E vocês, no gigantismo, “melhor do mundo em tudo”, não se dão conta do processo destruidor”.

“Não produzimos uísque, eletrônicos, armas, informática, roupas de grife, tênis, carros, iates, cigarros, e vocês compram tudo isso de nós. Vocês consomem a nossa maconha de qualidade e a cocaína que não produzimos, mas, atravessamos. Vamos vencer a batalha do David X Golias. Daremos o troco pelo que vocês nos fizeram na chamada Guerra do Paraguai que vocês inventaram a serviço da Inglaterra. Vocês são um povo sem fibra, contaminado, viciado, sem fibra moral. Povo metido a besta. (Ramirez, Assunção).

Cigarro made in Paraguai: 160 mil produtores de fumo estão furiosos com o governo LD que faz vista grossa ao contrabando “oficial” de cigarros que já ocupa 30% do consumo nacional. No Paraná, é uma vergonha: cigarro de contrabando domina mais de 60% do mercado. De 2012 a 2014, o Brasil deixou de arrecadar R$ 10 bilhões graças ao contrabando de cigarros made in Paraguai. (Jorge, Alegrete).

Índice.jpgCigarro 3

Perguntar não ofende: A Bolívia de Evo Morales está plantando menos, ou mais, árvores de coca? Aumentou, ou diminuiu, a quantidade de cocaína que entra no Brasil? Temos mais, ou menos, viciados em crack?

Os “revolucionários” das FARC se equipam e vivem de doações dos socialistas ou da produção de cocaína? O que o governo faz para combater o tráfico na fronteira da Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai. De onde vem cocaína, maconha, armas? ( João, Corumbá).

Eleições

Para as 513 vagas da Câmara Federal, 6.767 candidatos. Sexo masculino: 69,4%. Idade: de 50 a 54 anos, 16,6%. Instrução: 49.1% superior completo. Profissão: empresário, 9,3%. Em São Paulo, o mais desenvolvido estado do país só 12,4% das escolas têm bibliotecas. No país, metade das escolas públicas não tem computador, muito menos acesso à internet. Governo federal, estadual municipal, candidatos, doam computadores. Mas, e daí? No Norte, por exemplo, 82,9% das escolas não têm banda larga e 23,7% não sabem o que é energia elétrica. (Paulo, Manaus).

A lei e a Ordem. A Lei é dos deputados e senadores. Os benefícios também. A Ordem é para ser mantida pelos policias que devem cumprir a lei com tremendo estresse, pressão, críticas. Os reajustes anunciados para policiais em São Paulo: Segundo Tenente de $ 5. 353.96 para R$ 5. 782.28. Terceiro sargento de 2. 944.96 para 3. 180.56. Cabo de 2. 726.18 para 2. 944.27. Soldado 2ª. classe: de 2. 183.12 para 2. 357.77.

images.jpgPM

Por que há corrupção no sistema presidiário? Os bandidos mandam nas prisões. Agente policial de 3ª. classe de R$ 2. 635.48 para 2. 793.61. Agente penitenciário classe 1 de 2. 566.82 para 2. 720.83. Agente de escolta penitenciária classe um de R$ 1. 951.93 para 2. 069.05.

Sabe quanto um moleque levando e trazendo droga pode ganhar por semana? E quanto ganha um Vereador de São Paulo, Goiânia ? E um deputado estadual, federal? O Brasil sem Plano Nacional de Segurança Pública. Fronteiras escancaradas. É o país que mais maltrata, enxovalha, desrespeita, seus policiais. Aqueles que devem cumprir a lei. Servir, Proteger. Porém, morando mal, sem segurança domiciliar e com salário de fome. O que fazer ? (Santos, Goiânia).

7 a 1

content_id

Na Economia, nas Finanças, Indústria, Ciência, Tecnologia, Pesquisa, Educação, Saúde, Segurança Pública, é 7 a 1 ! (Àlvaro Scolfaro, Cuiabá).

O novo rico Neymar deslumbrado com Maria Chuteira internacional.

neymar-jr-paris-hilton-1

Neymar, como todo novo-rico,  deslumbra-se com velhas novidades. Em Ibiza (Espanha) ele “descobriu” Paris Hilton- Teresa Batista Cansada de Guerra. Por IBOPE, a TV Globo usa o “amor” da moça contratada para novela, e cria casal de pombinhos. “Garoto-propaganda” TV Globo Neymar já ocupa mais espaço na mídia que o Pelé na mesma idade dele. Afinal, ele voltará a jogar futebol ou vai ser ator de novela? “E a derrota, vexame, da seleção? Tô nem aí. Fui“. (Paulo, Madri).

 jota na TV USA.jpgFesta mixuruca

Um simples acorde de Aquarela do Brasil, Garota de Ipanema, e teria sido melhor. Nem o show de Abertura da Copa do Mundo o governo teve competência, interesse, patriotismo, em organizar. Gastaram bilhões. Passamos por humilhação com FESTA MIXURUCA!  (Eduardo, Amsterdam).

Todos, deram-se bem, com Hilda Furacão. E, ela?

Índice.jpgArosio 3  images.jpgHilda 2

images.jpgSantoro e Arosio Índice.jpgAtor se deu bem...

A TV Globo faturou com a vida e a imagem de “Hilda Furacão”. Ao descobrir a verdadeira Hilda, em Buenos Aires, numa Casa de Idosos, sozinha, indigente, vai reprisar o seriado e faturar mais com a venda do DVD. Atores iniciantes deram-se muito bem. Alavancaram suas carreiras. Filantropia? Jornalismo solidário? Acorda, Jota. Santa Casa, Maternidade, Creche, Abrigo de Idosos, Crianças,  fecham as portas. Embruteceram o Brasil. Somos campeões em crimes hediondos, bárbaros, corrupção. E a culpa não é do Obama. Nem do Putin. Nem de Israel. Nem da Palestina.

Filantropia, participação real pondo dinheiro, viajando, brigando, colocando nome e imagem na frente, faz Angelina Jolie, e seu marido Brad Pitt. Jornalismo solidário faz Ophra Winfrey. Continue na batalha moral para levar Hilda para o Brasil. Que ela possa viver seus últimos anos em nossa terra. Eu, como você, sabemos o que é viver no exterior, sofrer de saudade. Não espere nada dos Marinhos da TV Globo. Siga em frente. Foi mais uma bandeira, das tantas, que você levantou, mundo afora. Conte comigo com $$$. 4 kisses. (Mara Drummond, Boston/BH).

 Divulgue. Encaminhe www.oreporternahistoria.com.br. Escreve que eu publico: jotalvesnymt@gmail.com. Envie seu email para receber e ler na íntegra o RH.

Ver JotaNYMtAlves/FACEBOOK.