Play Boy Club, Nova York, Miriam Batucada

MiriamBatucada2 Playboy No More Nudes

Você escreveu em seu Repórter na Historia: “O primeiro show de estrangeiros no Play Club  foi com brasileiros. Aconteceu em Nova York com Miriam Batucada, percussionistas, e desfile de fantasias com Jesus Henrique e Janete Bezerra”. Eu estava lá. Trabalhava no Plaza Hotel, do outro lado da Quinta Avenida.

A coelhinha a que se refere, a mulata Alicia Cirino, que subiu a seu lado no palco do Waldorf Astoria, foi eleita Rainha do Brazilian Boat Party. E quem a “conquistou” para unir-se aos brasileiros foi o amigão de todos, Benito Romero. Encaminhei Play Boy em www.oreporternahistoria.com.br. (Ana Queens, NY).

Leitor da Opinião do Saci.

SAM_0055Sempre na penúltima página do The Brasilians. Guardo algumas. Deveria/deve publicar em livro aquelas crônicas, memórias para se entender brasileiros no exterior, nos tempos ditatoriais do Ame-o ou Deixe-o.

Quem ia para os Estados Unidos era massacrado pelos deslumbrados com a luta armada e outros delírios comunistas. Direita e Esquerda não viam com bons olhos quem deixava o país em busca de dias melhores. Essa atitude negativa e invejosa continua ate hoje nos noticiários e conversas de botequim dos mobilizados profissionais. (Paulo, BH).

Nelson Jobim não serve

Ao governo central e centralizador falta-lhe vergonha na cara. Quem descomanda o Brasil nunca soube, sabe, saberá, o significado de dignidade e civismo. Nicolas Maduro, presidente da Venezuela, sabe defender sentimentos patrióticos, herança de Hugo Chávez.

Venezuela nelson jobim

Ministro da Justiça, Ministro da Defesa, Ministro do Supremo Tribunal Federal, Ministro do Tribunal Superior Eleitoral, jurista, parlamentar, Nelson Jobim seria o Coordenador dos Observadores às eleições legislativas do próximo dezembro no país vizinho.

Quando aviões venezuelanos entravam/entram em território brasileiro, em vôos na “casa da mãe Joana”, Nelson Jobim, ministro da Defesa, preparou Acordo regulando os vôos com permissão brasileira. Nicolas Maduro era ministro de Relações Exteriores. Costa quente, apoio de Hugo e Lula, defensor do fim dos Exércitos Nacionais para criar o Exército Latinoamericano a lá Simon Bolivar, Maduro emburrou. E não assinou o Acordo.

O presidente Lula- deslumbrado pelo caribenho febril, intoxicado de medicamentos e outros “remédios”-não deu um pio. Meteu o rabo entre as pernas, desprestigiando o ministro da Defesa do Brasil.

Venzuela jbim e maduro

Maduro, presidente, sem falar com a presidente Dilma cortou o nome de Nelson Jobim. Seu intermediário e porta voz foi o bolivariano Marco Aurélio Garcia, o verdadeiro ministro de Relações Exteriores.

Se, Nelson Jobim não serve para a Venezuela bolivariana, quem do Brasil, serve? Humilhação, desrespeito, não somente ao Ministro, mas, ao país vizinho que tem ajudado a “revolução” socialista do sec. 21. Tapa na cara, isso sim! (Francisco Junqueira, SP).

Mãe dos Ricos. Pai dos Pobres. Ela é Eu.

Dilma e Lula 2

Na terra do faz de conta os Bancos estão nadando em dinheiro. MUITO DINHEIRO. No terceiro semestre de 2015 o lucro líquido do Banco Itaú foi de R$ 5.945 bilhões. Saiba o lucro do Bradesco, HBS, e outros. Juros do cartão de crédito 400% ao ano.

O Pai dos Pobres gostou de ser cooptado pelo sistema financeiro. Refestoulou-se em suítes presidenciais. Uisque, vinho, y otras cositas más, de prima. Quem nunca comeu mel, quando come se lambuza. Nunca mais foi o mesmo. Abriu o governo e financiamentos para empreiteiras. Foi/é lobista de construtoras no exterior.

A dupla da década perdida manipulou a população e principalmente seus seguidores ideológicos. Para manter massa eleitoral cafetina Bolsas e Bolsinhas. Criaram a classe C e D por decreto. Agora a C desceu e há mais e mais Nem-Nem. Incompetentes para administrar o gigante, tornaram-se anões do sistema financeiro e dos barões do dinheiro, que deitam e rolam.

Arrebentaram com as finanças do país e agora pedem ajuda ao velho Capital de Karl Marx. Ela “pegou em armas” contra o Capitalismo. Ele, o Proletário, prometeu colocar o Brasil nos eixos da decência!? (João, Natal, RGN).

No comunismo e no capitalismo

MULHER PRESA NA cHINACHINA-POLITICS-CORRUPTION-BO No comunismo: na China e Coréia do Norte, Lula e a sua banda, já teriam sido condenados ao fuzilamento ou perpétua. Na velha Rússia comunista, estariam cortando lenha no frio da Sibéria. No capitalismo, EUA, por exemplo, prisão com algemas.

Aqui, no Reino Encantado da Esperteza e Ladroagem, cantam de galo. Ciscam como galinhas no cio. Dizem-se perseguidos por golpistas da direita. Pela imprensa. Ameaçam com o “exército de Stédile”, viajante cativo da ponte aérea Brasil-Caracas. Profissional da “Reforma Agrária”. Desvairado, ele odeia os soviéticos por errarem na condução do Estado comunista: “No Brasil faremos pra valer”. (Noel, Brasília).

Moral distorcida

untitled_pnlula-oculos-escurosOs fatos estão na balança da Justiça. Qualquer brasileiro sabe que parentes e amigos de Lula se deram, e estão bem, muito bem.  “Se todos fazem, por que nós não podemos fazer papai”. “Os partidos tem caixa 2, por que só o nosso não pode ter”.

“Com tanto tubarão, por que ir atrás de peixinho” (Os peixes, nesse caso, são os filhos).  Ou seja, Tal Pai, Tal Filho. “Zé Dirceu, Vaccari, Delúbio, Erenice, Pizollatto, são guerreiros do povo”

“Dilma fez o que fez, pedalou, alterou números, mexeu com o dinheiro público, para pagar Bolsa Família, para não desproteger os pobres”.

Que lindo! Ou seja, gastamos há mais, desorganizamos as finanças do país, e parea cobrir fomos arrombar o supermercado, assaltar os aposentados, fazer arrastão.

“Toda essa historia de desvio, de sobra de campanha, é provocação, foi um merreca de dinheiro”.  “O Lulinha é um Ronaldo dos negócios”. “Meu irmão roubava mortadela. Qual menino que não faz coisas assim”.

“Nunca li um livro. Não preciso de universidade, de título, para governar esse país. Tenho experiência pra dar e vender”

Fica a lição. Nunca mais-caso não queiram que o Brasil se esfarele em rapinagem e barbárie-votem em quem tudo justifica pelo relativismo da “luta de classes”. Faz acordo com corruptos, traficantes, terroristas.

Sem culpa moral, Lula e seu grupo, contaminaram gerações de brasileiros. Os resultados aí estão, e ficarão por 50 anos, ou mais. (Professora Maria Capistrano, Recife).

Cristina X Dilma

images  imageslula e nestor imagesRZ30BNL1

A presidenta da Argentina levou baita susto. Mesmo com a máquina de dinheiro, as eleições presidenciais irão para o segundo turno. Economia na baixa, crime na alta. A presidenta do Brasil há muito não governa. Quebra galho, inaugura placa velha. Na marca do pênalti, não consegue fazer gol. As seleções da Argentina e do Brasil jogarão pelo amor ao tango e ao samba (Mariano, Boston/POA).

Escola, prisão, cemitério

Dia dos Mortos 4 Dia dos Mortos 5 Dia dos Mortos USA Dia dos Mortos Chopin

Sujeira na escola. Sujeira na prisão. Sujeira no cemitério. Assim vivemos nós, com fama de dois ou até três banhos por dia. Cara cheia de cosmético. Roupa de grife. Dinheiro no colchão, no banco, e no exterior. Novela e oração. È vergonha pra dar e vender a situação de escolas, sem banheiro, muros grafitados, caindo aos pedaços, lama, mato, calor do cão, sem água potável.

As prisões foram abandonadas pela turma do Lula. “Deus, me livre de uma prisão brasileira”, se explica o ministro da Justiça. E cemitérios públicos fedorentos, sepulturas abertas, bichos por toda parte, a gosma cadavérica entrando no lençol freático de TODAS AS CIDADES DA PÁTRIA EDUCADORA. Povo marcado, povo feliz, deveria conhecer os cemitérios de Paris. Respeito. Memória. Dignidade. (João, Paris/Goiânia)

Divulgue. Encaminhe www.oreporternahistoria.com.br. Para Escreve que eu publico envie texto, imagens, seu e-mail, para: o reporternahistoria@gmail.com. Ver Jota Alves/FACEBOOK. Ver tambem www.odiadobrasil.com

Trilha sonora: Enviada por Benedito BomDespacho, cuiabano/carioca.

*Jota Alves fundou o jornal The Brasilians, promoveu o mais famoso Carnaval do Brasil no exterior, no Waldorf Astoria Hotel, criou o Brazilian Day, em Nova York. Secretário de Governo em Mato Grosso. Formado em Direito Internacional, Moscou. Edita www.oreporternahistoria.com.br e www.odiadobrasil.com. Colabora com blogs e publicações nacionas e internacionais. oreporternahistoria@gmail.com