Especialistas dizem que os três minutos mais bonitos do futebol mundial aconteceram entre Brasil X URSS na Copa do Mundo de 1958, na Suécia.

O goleiro Yashin, Aranha ou Pantera Negra, a grande estrela do futebol soviético desconfiou desde cedo que os malshik (garotos) do Brasil seriam “gringos” duro de roer.

Desde os 14 anos, Lev Ivanovich Yashin reinou absoluto no gol do Dínamo de Moscou e da seleção de seu pais. Medalha de Ouro nas Olímpiadas de 1956. Yashin defendeu a URSS na Copa do Mundo (58, 62, 66,1970). Campeão da Euro Copa. Bola de Ouro FIFA: o melhor Goleiro do século XX.

Yashin: alegria do povo

Vestindo-se de preto, ganhou o apelido de Aranha Negra. Famoso por antecipar-se. Jogar-se aos pés dos adversários. E pular dando soco na bola. Excelente em fechar o ângulo.

Mesmo com seu porte atlético, preparo físico, Yashin morreu aos 61 anos, em 1990. Com diabetes, amputou uma perna. Fumando e bebendo muito foi consumido por um câncer no estomago.

Garrincha, alegria do povo

   

Garrincha e Yashin, da mesma geração de craques do futebol, alegria de seus povos, lembrados de maneira tão diferente.Yashin pela “alma russa” (Há uma tradição secular de se traduzir a alma russa (Ruskaia duchá) ou de se apelar para ela nos momentos ruins da nação).

Mas, como entender a “alma brasileira” quando não quiseram dar o nome de Garrincha ao estádio da Copa do Mundo 2014, em Brasília; ou quando vi o que fizeram com o túmulo e os restos mortais de Garrincha no cemitério de Raiz da Serra, em Magé, Rio de Janeiro.

Como futebol não é só futebol, busquei respostas em Nelson Rodrigues, cronista do caráter brasileiro. “É muito difícil elogiar o Brasil no Brasil. É muito difícil elogiar brasileiro entre brasileiros. Somos o povo que berra o insulto e sussurra o elogio”.

Yashin, alegria de um povo, que admira seus feitos e respeita a sua memória. Garrincha, alegria de um povo, que despreza seus feitos e insulta a sua memória.

 

1.Na Copa do Mundo da Suécia Garrincha fez mais um “gol”, um filho sueco.Ulf Lindberg e o neto de Garrincha conheceram a sede do Botafogo, Rio de Janeiro.2.Garrincha jogou 60 partidas pela Seleção: 52 vitórias, sete empates e uma derrota. Marcou 17 gols. Foi bicampeão do mundo (58/62).3.Yashin pegou 150 pênaltis. Jogou 279 partidas sem levar gol.

Divulgue www.oreporternahistoria.com.br. Encaminhe para parentes e amigos. Leia na íntegra os blogs diadobrasil.com.br e reporternahistoria.com.br envie email para: oreporternahistoria@gmail.com. Ver Jotany Alves FACEBOOK

http://https://youtu.be/ojLKzLuvni8