Trilha sonora: Mulheres Martinho da Vila (Oficial)

 

                           

Os partidos políticos, os sindicatos, as universidades, centros de cultura, ONGs, as Forças Armadas, as TVs, deveriam mostrar, estudar, discutir o filme Os Homens do Presidente com Dustin Hoffman e Robert Redford no papel dos dois jornalistas que investigaram o mal feito presidencial. Sem essa coisa nefasta de blindagem Richard Nixon renunciou. Seu ministro da Casa Civil, seu Ministro da Justiça, seu vice presidente, e outros do primeiro escalão foram expulsos da Presidência dos EEUU. A ela nunca mais voltaram. Não existe isso de “remanejamento do companheiro/a”. Não ocuparam nenhum cargo público.

    Guardo jornais daquele momento. E vejo o quanto a instituição Presidência é respeitada e valorizada nos Estados Unidos. Critica-se a linha política do presidente. Ataca-se a sua performance. Mas, respeita-se a instituição. Blinda-se a instituição não a pessoa que a ocupa. Nixon obstruiu a Justiça. Ao mentir contínua e descaradamente ao povo de seu país ele se ferrou moral e criminalmente. Quando se diz The President of the United States há respeito. Há dignidade

Dizer que a Presidência do Brasil não nos honra como nação não tem nada a ver com tendência política. Não sou da oposição. Não sou da “elite branca de olhos azuis”. Não sou da elite negra aboletada no poder com ONGs e rancores. Tampouco sou mulato. Na mulher, a minha cor preferida é a mulata. Expressão carinhosa que imbecis querem criminalizar.

Sou um pardo brasileiro. Ou um brasileiro pardo que viveu na capital do comunismo e na capital do capitalismo. Posso e devo sim chegar às conclusões. Sem chute. Sem “posições tendenciosas”.

A Presidência do Brasil perde para a Presidência do Uruguai de 7 a 2.

Tentando ser Repórter na História, mesmo equivocado, transfiro aqui experiências vividas. Tipo testemunha ocular da história. O que mais a inteligentzia brasileira detesta é a comparação. Olhar-se no próprio espelho poucos os fazem. Se compararmos a presidência do Brasil com a do Chile perdemos de 6 a 3. Com a Presidência da Rússia de 4 a 3. E com a dos Estados Unidos é de goleada. Derrota vergonhosa, ultrajante. Nada a ver em ser pro yankee. Se a presidência do Executivo nacional está cupinizada. O que nos resta? O Judiciário? Enquanto Joaquim Barbosa for o presidente da Suprema Corte?  

Mata Hari a brasileira

           

Mata Hari a bela espiã vendia pareceres bélicos da Alemanha para a Rússia. Da Alemanha para a França, e vice versa. Intima de presidentes, ministros, generais, ela causou estrago na Europa.

Rosemary Noronha trabalhou 12 anos com José Dirceu. A Casa Civil é o principal órgão da Presidência. “Na disputa interna Zé Dirceu candidatíssímo à presidente plantou Rosemary no escritório da presidência em São Paulo para vigiar Lula e impulsionar seus muitos negócios. É tanta a aproximação de ambos que foi a JD que ela telefonou apavorada com a Polícia Federal”.

O que Rosemary “vendeu”, lá fora?

Um único grande negócio, o do porto particular em uma área de proteção permanente próxima a Guarujá/Santos chega a 2 bilhões de reais. Rosemary abria portas, nomeava parentes, comparsas.  Para nomear seu ex-marido sem curso universitário, uma exigência para o cargo, no Banco do Brasil Seguros, pediu a seu parceiro Paulo Vieira um diploma/certificado falso.

O mesmo foi reconhecido pelo MEC. Rosemary faz parte de quadrilha infiltrada nos ministérios, agencias reguladoras, estatais. Sete anos de “costas quentes” no escritório da Presidência da República no centro financeiro do país. Na comitiva do presidente Lula ela ouvia segredos de Estado. Conhece os contratos que foram fechados para obras no exterior com empréstimos e garantias do BNDES.

Inside information vale milhões

Rosemary sabe quais as construtoras beneficiadas por Lula. Do caldeirão de propinas e “taxas de sucesso” ela sabe quem está recebendo grana desses negócios com aval da presidência da República. Segredos e pareceres industriais são pagos a peso de ouro. Qual a especialidade dela para estar em reuniões de Bicombustíveis, Corredor Bi oceânico, MERCOSUL, Ciência e Tecnologia?

Olha que perigo aos interesses da nação Rosemary Noronha Hari nos encontros bi laterais Brasil-França durante os quais se discutiu compra de aviões e assuntos da segurança nacional, continental.

Amiga e protegida pelos dois maiorais do partido e do governo Rosemary sentindo-se livre e solta, eufórica, pode sim, ter repassado segredos de Estado. Assuntos estratégicos do país. Inside information vale milhões.

Ela esteve com Lula nas reuniões do G-20. Circulou entre Chefes de Estado.

O que ela foi fazer, duas vezes, em Cuba? Tomar sol em Varadero? Três vezes em El Salvador? E na Bolívia, conhecer Cochabamba? Na Argentina, Corrientes 348? Na Venezuela, a paradisíaca Margarida? No Perú, Macchu Picchu? Guatemala, Paraguai, México, Portugal, Alemanha, Rússia… Dar assistência? Levar e trazer “coisas”? Para quem? .

Quantas viagens internacionais com o presidente Lula? 23? 28? Quantas viagens “não oficiais”? Gananciosa e chinelera (dinheiro para coisas miúdas, beliscando empresários e parceiros com sofreguidão) Rosemary pode sim, no exterior, ter vendido informações, pareceres, relatórios. O que esperar de quem falsifica diploma universitário? O que se diz é que Rosemary topa tudo por dinheiro. E poder. 

Rosemary não cometeu simples “mal feito”.

Tem sido uma prática da presidência do Brasil demitir os que “cometem mal feitos”. O affair Rosemary não é um simples “mal feito”. È a segurança do país. Ela detém segredos de Estado.

O que faz a ABIN? Quem deve interrogá-la? Decodificá-la. O Estado Maior do Exército? E se não houvesse a denuncia de Roberto Jefferson e agora de Cyonil da Cunha Borges, auditor do Tribunal de Contas de SP? Rosemary estaria sorrindo e agindo. Como muitos continuam sorrindo, agindo, sangrando o país.

Dilma demite. E daí? Demitidas, afastados, estão operando.

      

Blindagem para encobrir e proteger mal feito de político, dirigente governamental, servidor público, é mais uma safadeza made in Brazil.

Demitidas, afastados, estão operando. Fechando negócios. Voltarão a ocupar cargos relevantes. Julgados, condenados, por formação de quadrilha, corrupção, voltam a seus assentos no legislativo, no Judiciário. Continuam com seus salários, planos de saúde e aposentadorias estatais, e outros benefícios. Renan Calheiros renunciou à presidência do Senado- por mal feito- para não perder o mandato. E parece ser o candidato da base “aliada” e da presidente Dilma à presidência do Senado. 

No governo (federal, estadual, municipal) não deve haver uma segunda chance para fraudulentos e corruptos. E, principalmente, na presidência da República. Mas, o governo federal está blindando Rosemary Noronha. O noticiário da TV Globo já “esqueceu” a chefe de gabinete de Lula. A ordem é minimizar o escândalo no escritório da Avenida Paulista e concentrar bateria nos irmãos Vieira.

        Um na ANA, Agência Nacional de Águas. O outro, na ANAC, Agência de Aviação Civil. Corrupção nas agencias reguladoras é a principal causa dos maus serviços prestados à população. Na telefonia.  Energia elétrica. Saúde. Filas nos aeroportos. Atendimento de merda. Do “senta e relaxa” de Marta Suplicy branca de olhos azuis, quebra-galho ministerial. Uma das “mulheres” do presidente.

Diretores e funcionários de agências reguladoras devem passar por sabatina severa. Devem, em principio, estar acima do bem e do mal, pois serão tentados a favorecer, a permitir, a se corromper. Nos seus oito anos Lula deixou deitar e rolar.

“Fui apunhalado pelas costas”. Igualzinho ao presidente Nixon.

Recentemente, impôs a sua vontade presidencial e exigiu de Dilma a nomeação de um Vieira de Rosemary. Neste momento, preso. Mas, até quando? E o que respondem no Instituto Lula? “O presidente não vai se pronunciar a respeito”. E o presidente: “práticas inaceitáveis das quais nunca tive conhecimento”. “Fui apunhalado pelas costas”. Igualzinho ao presidente Nixon.

A gangue deixou claro: “é mais fácil trabalhar no ministério dos Transportes”. A corrupção é generalizada. O que PC Farias desviou no governo Collor é migalha, merreca. Bilhões já foram e continuam sendo desviados. Nas obras de transposição do rio S. Francisco, estádios de futebol. Nas obras viárias para a Copa do Mundo, etc. E muito mais.

A língua de Rose pode molhar seu sugar daddy 

A turma de Lula, e o Planalto, temem a língua de Rosemary. Sentindo-se desamparada a nossa Mata Hari pode ficar fora de controle. “Eu conversava todos os dias com o PR (o presidente Lula)”. Estão blindando Lula no affair Rosemary. Conseguiram no Mensalão.

E, se de repente, Rosemary o feitiço, se virar contra o feiticeiro? Molhar e derreter seu sugar dad. É a instituição Presidência da República que deve ser blindada pela decência do país. E não o presidente de plantão e seus funcionários. Seja operário, preto, branco, gay, mulher. Ninguém deve estar acima da lei!

Profumo, Governador de Nova York, Chefão da CIA…

          

Cristine Keller derrubou John Profumo, ministro da Guerra da Inglaterra.  A brasileira  Andréia Schwartz aniquilou a carreira do governador de Nova York que não caiu por corrupção financeira. Foi corrupção moral. Familiar. Ninguém saiu em sua defesa. Não há segunda chance quando se está no comando da nação, do estado, do município, quando se é servidor público. Blindagem política é bandidagem.  

                                      

A atração fatal do General Davi Petraues por Paula Broadwel o fez  renunciar ao cargo de chefão da CIA e pedir desculpas á nação. Não passou pela cabeça de ninguém blindar o General.

O bebê de Rosemary

                       

No filme, Mia Farrow se espanta com o bebê que pariu. Da incomparável posição na Avenida Paulista. Chefe de Gabinete do presidente da República. Viajando com ele pelo mundo. Quantos “filhotes” a nossa Rosemary lançou no mercado? Quantos bebê$ ela pariu? Blindar Rosemary? Não deixá-la falar no Senado, à nação, é crime de lesa pátria. È ser protetor da quadrilha. E isso é crime. 

Na China comunista por acobertarem a camarilha os blindadores seriam fuzilados. Ou pegariam prisão perpétua. Nos Estados Unidos capitalista prisão em penitenciária de segurança máxima.

Por que a escondem? Não a deixam falar? Ah, sim! Rosemary Noronha, chefe de gabinete, amiga e confidente do presidente Lula, o Blindado, o Intocável. Uma entre as “Mulheres” do Presidente.

Divulgue. Encaminhe as boas novas opinativas.

www.oreporternahistoria.com.br—oreporternahistoria@gmail.com