Trilha sonora: Vinícius de Moraes, Toquinho e Maria Creuza – Irene

fila haitianos3CACZTXJGCAB398J7CAMYG7SPCA1TQDMICAQJ4KD2CAVDFZKMCAGL8ARACAD900F6CA0JL3AECA00COQ7CA8TAMA7CAGB47U0CAAILF8BCAU3KIFOCAZHMZBYCAJBZ4H6CAQFG8O0CANXDWFKCAU643RZP5E4837DB1D87449C8333B5701B5337B9

De Irene Poconè, especial para o Repórter na História:

Em uma dessas decisões que podem mudar o rumo da história a presidente Dilma convocou José Cardozo, Gilberto Carvalho, Celso Amorim, Marco Aurélio Garcia, Patriota, a Secretária Nacional de Direitos Humanos, de Igualdade Racial.

O presidente Lula, o principal responsável pelo êxodo haitiano, depois de algumas sugestões bem concretas, parabenizou a todos pelas medidas adotadas. Sob o comando de Paulo Abrão, secretário nacional de Justiça, o mutirão para os imigrantes saiu do papel. Entrou em ação a força-tarefa com grife ministerial para receber, alojar, cuidar, encaminhar, os imigrantes haitianos. Vejam o que criaram:

120112haiti_f_015 OCAQ0BZSJCA3N9JGOCA67U3YHCAMN0RROCAJ623A7CANR5NH0CAE68AZ7CA8PNSLICAU0SY6WCAR7SF10CAAJ238NCA11MZ6SCATYYI8UCA85WX80CAOO9GBTCAZ2JGK1CAVHC3HMCA6MH21YCAURMXJE P616371C0BF6348018AB2136DB2DD69E8

*Hospedaria de Imigrantes com capacidade para 3.000 pessoas, mas, pode acomodar em sua área até oito mil imigrantes.

*Dois refeitórios com mesas para 800 pessoas.

*Café da manhã, almoço, jantar, com: café, leite, açúcar, pão, geléia caseira, carne, frango, peixe, arroz, feijão, arroz, batata, legumes, saladas, sopa, duas sobremesas. Os que vão trabalhar levam sanduíche de pão caseiro, salame e queijo.

*Alojamento para casais com crianças.

*Alojamento para homens.

*Alojamento para mulheres.

*Berçário.

*Enfermaria.

*Hospital.

*Banheiros com água fria e quente.

*Sanitários com descarga automática. Papel higiênico.

*Estufa para desinfetar roupas.

*Agência dos Correios.

*Posto Policial.

*Posto do serviço de Imigração e do Trabalho para acelerar a documentação de permanência no país e conseguir trabalho/emprego.

NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESTE PAÍS IMIGRANTES, PRINCIPALMENTE, HAITIANOS, FORAM TÃO BEM RECEBIDOS E TRATADOS COMO EM BRASILÉIA NO ACRE.

Estado de emergência social

A6-ABR~1Com a Hospedaria de Imigrantes, doravante, o governador Tião Viana, o seu irmão senador Viana, a população de Brasileia, Epitaciolândia, do Acre, da fronteira amazônica, não devem se preocupar mais. O Estado de Emergência Social decretado pelo governador foi um chamamento à realidade. Um jeito acreano de chamar atenção. Um empate.

Há dois anos haitianos chegam ao Acre.

Eles passam pelo Panamá, Peru, Bolívia, Equador. Mas, o destino é o Brasil. Com 22 mil habitantes e recursos escassos Brasileia é o pedágio social dos haitianos que recebem três minguadas quentinhas e se apertam em alojamento precário. Com goteira e falta de água. A papelada de regularização da permanência no Brasil é extremamente burocratizada. A força-tarefa divulgou nota afirmando que “depois de um dia e meio de trabalho a situação em Brasiléia está sob controle”. Ou seja, o Estado de Emergência Social decretado pelo governador do Acre, funcionou.

thumb_JAKIE_forcaianos_ft_angela_peres-10  No passado, varíola e difteria eram as doenças mais trazidas pelos imigrantes europeus. Atualmente, é a AIDS, sífilis, gonorréia, hepatite, tuberculose. Todos os haitianos devem ser vacinados contra febre amarela, hepatite B e tétano.

E não há atendimento médico nem hospital suficientes para a necessária vigilância sanitária dos quem entram no país. O Brasil concede 1200 vistos humanitários a haitianos. ONGs de lá e daqui querem mais.

Quatro mil haitianos.

Meu amigo-amante, ex-deputado federal acreano, esclarece: “esse número não bate. È muito mais. A contagem é de agora. Mas, as fronteiras sempre estiveram escancaradas. Essa corrente imigratória haitiana não vai parar. O Lula entrou na alucinação do Hugo Chávez que mandou o Evo Morales anunciar Lula para Secretário Geral da ONU”.

“O presidente acreditou. Deixou-se morder pela mosca azul. Saiu abrindo embaixadas (votos na ONU). Fazendo doações. Perdoando dívidas. Dando empréstimos. Tudo com chapéu alheio. Sem críticas. Sem reação. No congresso todos com o rabo entre as pernas. O novo-amigo-aliado Fernando Collor na chefia da Comissão de Relação Exterior do Senado. Tudo sob controle. Lula levou e avalizou empreiteiras de amigos e patrocinadores de campanhas eleitorais. E de outros negócios. Para construir grandes obras com aval do BNDES, Banco do Brasil, Caixa Econômica. Fundos de Pensão”.

“Lula é o mais poderoso lobista do país”.

WCA2SQ597CAKLHN30CA72T0SMCANIWD02CAZPG99XCAG4FTJ0CAA9POH9CA23U7N7CAC5FCUACA97GXMBCA1VD906CAZW14MICANAV0LKCAY164DZCAQHW4LXCA8T83O9CADDD6F9CAZZX0HNCAIYAYPD  WCAX8T3YFCAW5ZYDZCAK0YIPACAJIZK4NCAGYG3BTCAFQYJ4XCA23AEQECATFC3C8CAXV27UBCAWUOMV6CAWPQE2FCA177A9LCAKT4AFCCAK1OY6ECARMUVNCCA1RNKMNCA9WY6TZCAGVK36RCA19V33S

“Afronta geral é fazer dos negócios com Cuba e Angola um segredo de Estado. Que segredo? Que canalhice é essa que aceitamos calados como o Globo Repórter? O Jornal Nacional? O Fantástico? O programa da repórter Fátima Bernardes? E os negócios com a Venezuela? E os acordos pessoais de Lula, Celso Amorim, Marco Aurélio Garcia, são também segredos de Estado”?

Querem dominar o Ministério Público. Calar a banda independente e corajosa da imprensa. Alimentar com polpuda verba publicitária a banda acabrestada da mídia nacional. Sobrevivemos, divertimos, deliramos, nos limites impostos pela Demo-Cracia Carinhosa, Caridosa, Corrupta. Tivéssemos terremotos estaríamos pior que o Haiti”.

Armaram o circo no pobre Haiti.

“A estratégia de Fidel Castro e Hugo Chávez para mobilizar o “terceiro mundo” e fustigar (encher o saco) com a baboseira de “pancadas de baixa intensidade nos Estados Unidos”  foi montada sob medida para Lula que saiu pelo mundo- usando o tempo que não é dele, e sim da nação- dando abraços em “meu irmão e companheiro” Gadafi, Mubarack, Zelaya, Lugo, Hugo Chávez, Ahmedinejad, Bashar, Ben Ali,…

HCAVM4EP3CANQYX8MCAP21OJVCAV7BHINCAX5XQTFCAU1DUAYCATA8LNHCA5Z019WCAV58YL8CATSJ78ECA6KEGPQCAQ9W13KCAOD8M5DCA93XQJ7CAFAL4P0CA8GZ8QQCASB3JICCA02ZQF7CAABXCZ3 7CAP6BF96CAQ7IZ5TCAMW33LBCALWB0PJCAQJ354HCA728K14CA75C3U3CAV4MF9KCAFUD5YECA0WNVT3CA2T7J51CAJ0J2H5CAJMPOH5CAEDH31KCAR7SK0ACAOWA93WCAYNG35DCANXKS57CAXJAOUA  zelaya 2CAX99ZYECAA8S0FMCASY971ECAN34GB8CA24NVI4CADLGCNVCAS4ZY6GCADL3VKMCAWCG4RECAK1ZRNUCABMWMPQCAADQC6PCA1OKBZJCAVSMVRGCAH2GXCBCAGCU7WYCA6HC3MYCAR0L4ERCAV0TV2K

Dessa turma, restam poucos no poder. Só faltou afagos no miolo mole Kim Jong-um. Celso Amorim, Marco Aurélio Garcia, a banda chavista do Itamaraty, armaram o circo no pobre Haiti em permanente convulsão social desde a morte do ditador-pai-de-santo Duvalier, o Papa Doc. Nem o filho, Baby Doc, se agüentou. Comprou uma mansão e foi viver na França. Está de volta ao Haiti. Ele é parte da desintegração do país. Terremoto é uma coisa. Corrupção é outra. Na verdade, o Brasil CCC: Carinhoso, Caridoso, Corrupto, está dando guarida aos deserdados da secular corrupção que montou a barraca do atraso e destruiu o Haiti. È so ver e comparar com a vizinha República Dominicana. Terra da mesma terra”.

 untitlesoldado 2 untitled

“Soldados brasileiros para combater gangues e tentar organizar a bagunça interna. E mostrar que o país pode intervir em conflitos mundiais. Está preparado para ocupar assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Ai veio o terremoto e a coisa piorou. Estamos numa furada. Numa gelada no Haiti -que sinceramente- não é assunto nosso. Seria da França. Da comunidade de língua francesa”. Desmoralizado, o governo usa o Haiti como campo de treinamento militar.

Da ajuda humanitária passamos para a intervenção. Deveríamos sim ajudar o povo de lá com alimentos, remédios, roupas, ferramentas de trabalho. Não com soldados. E o custo dessa aventura? Quem paga a conta”? Há no Haiti, e fora do país, mais e mais protestos pela retirada das tropas brasileiras que lá estão desde 2004. Com previsão de saída em 2016″.

5CA0U0AHNCAQFET33CACF1NH3CA9SA1NGCADXILFPCA0TIXFLCA2I2UFZCAUMKTVUCAPRK5X7CAE257QACADLETYCCA8XE1AMCAV6PWIYCA57LANVCAG34WKGCA3IZNV1CAHXBPCZCAM0OSBWCAYU39R3

“Agora o governo dá uma de bonzinho, caridoso, e tem que receber essa leva de imigrante profissional e culturalmente despreparada. A diplomacia pessoal de Lula só nos trouxe prejuízos. Com um discurso terceiro-mundista, quando não há mais Segundo Mundo, ele se juntou à turma de ditadores, à escória do atraso, da pilhagem, do culto à personalidade dos embalsamados”.

Lula distanciou o Brasil dos centros do progresso tecnológico, científico. Da modernidade.

Temos enorme carência de professores, matemáticos, engenheiros, técnicos. Só para as Escolas Técnicas, das quais sou oriundo, faltam mais de oito mil professores. Formamos 45 mil engenheiros, anualmente. O México diploma 105 mil. Em 2012, o país emitiu mais de 1,5 milhões de vistos de trabalho com viés terceiro-mundista”.

“A mão de obra qualificada que o Brasil precisa, pra já, está disponível na Rússia, Ucrânia, Polônia, Suécia, Alemanha, Finlândia, Austrália, Canadá, Chile, México. Mas, o que faz o governo carinhoso com as suas bondades sociais (eleitorais)? Facilita a entrada de imigrantes despreparados. Lula, mais uma vez, jogando para a platéia com o ex-sucesso Bono, do U-2. No delírio do rock metálico extazyante da Bolsa Fome Zero para o Planeta. Fidel bolou. Hugo melhorou. Evo anunciou. Lula, o Deus de Marta Suplicy, para presidente do Mundo”.

Não somos colonialistas. Esta e as futuras gerações não têm que pagar pelos erros e pecados dos tataravôs dos nossos tataravôs. Tem que haver um Centro de Triagem. De Treinamento. Preparar o imigrante para a realidade brasileira. Ensinar o nosso idioma. Emitir Visto de Entrada, Permissão para Trabalhar, e soltar o imigrante nesse pandemônio nacional, é um crime contra os direitos humanos. Deles. E nossos”.

A diplomacia pessoal. No exterior, Lula só fez cagada.

6CA07OTPWCA97RWKKCALMUTP5CAG3PTETCAREP3Z2CAO8R7Q7CALVQRBTCAOUKQ8ZCARC9NEJCA1ZX8NTCAUV6J2PCAG9HNMDCA5QJV46CA50ZER6CAITN5N2CASTBG5OCAC8UVZICA66KLCMCA7BKUNC untitled4

“Ou o imigrante è instruído para se adaptar às novas condições de vida- o Brasil há muito deixou de ser território para amadores. O tranco aqui tá cada vez mais pesado- ou ele vai sair para o delito. Para a criminalidade. Prostituição. Tráfico de drogas. Contrabando. Perambulando e vendendo bugigangas “made in China”. Como fazem certos africanos no centro de São Paulo.

No exterior, em suas muitas e inúteis viagens, com ou sem Rosemary, Lula só fez cagada. Não deu uma dentro. Nos círculos diplomáticos de decisão o Brasil é motivo de chacotas.: is not a reliable country. Não é um país confiável, sério. Dizem que o presidente De Gaulle falou isso. O nosso serviço diplomático já foi considerado um dos mais eficientes e eficazes do mundo. A diplomacia pessoal de Lula coloca o Itamaraty em terceiro plano”.

Como Greta Garbo, acabou no Irajá

Viajando em jatinho executivo. Carregando projetos de construtoras patrocinadoras de campanhas eleitorais. E de outros negócios. Fazendo a cabeça de ditadores. De corruptos. Na companhia de especuladores e predadores ambientais. Lula é um lobista de luxo em “nome do Brasil”. Como Greta Garbo, acabou no Irajá. Que vergonha! Que Happy End para um presidente da República Federativa do Brasil.” “O super ego de Lula irá destrui-lo“, disse-me, na surdina, no aeroporto de Brasília, uma mulher bastante conhecida do povão”. chacara gilberto

“De todos os 25 presidentes do Brasil depois da Segunda Guerra Mundial, a política externa do Lula foi a mais desastrada. A pior para o Brasil. E agora? Tratamos bem os imigrantes haitianos? Não tratamos bem? Eles deveriam ficar acampados na estância do caridoso ministro Gilberto Carvalho que cultiva rosas, horta, pasto, galinheiro, chiqueiro. Com haitianos o ministro aumentará a produtividade de seu rebanho.

Brasiléia é pequena e pobre

“Se, é verdade que o Lulinha é dono de fazenda, por que não levar uns 200 haitianos para morar e trabalhar? Quantos haitianos trabalham em São Bernardo, território lulista? Em Brasiléia a coisa ta feia. O povo é hospitaleiro, tem colaborado. Mas, a cidade é pequena e pobre. A verdade é que o governo não sabe quantos haitianos já entraram no país”.

Eles já estão em Rondônia, Amapá, Pará, Mato Grosso, Goiás, Minas, Rio, Paraná, São Paulo. Se lhes forem concedido o status de refugiados, como pedem ONGS mantidas pelos caridosos cabos eleitoral do governo, ai a coisa vai ficar feia para o Acre. O atendimento voluntário será substituído pelo atendimento obrigatório pelas leis internacionais do refugiado político”.  

————————————————–

Por óbvias razões não declino o nome do meu amado-amante, ex-deputado federal pelo Acre. Dormi muitas vezes lá na fazenda dele. Ele foi visitar-me em Genebra, Suíça. Quando posso e me livro do senador querido, a gente fica numa mansão do Lago, em Brasília. Tudo que aqui transcrevo me foi dito na cama. E o que acontece entre quatro paredes é segredo. Esse sim, segredo do Estado emocional, erótico, sexual, entre duas pessoas. Aliás, na ocasião, éramos três. (IP, Brasília-Genebra).

————————————————–

Pegadinha de Irene Poconè

 1892_small_fullsize7alojamentoimigrantesalanorte_peqimagesimigrantes1

          Ilha_das_flores_1  hospedaria_de_imigrantes

A Hospedaria de Imigrantes não existe no Acre. Em nenhum lugar do Brasil do Rei Lula e da Rainha Dilma. Mas já existiu. Na Ilha das Flores, Rio de Janeiro. E no Brás em São Paulo. Em 1847, o senador Vergueiro trouxe os primeiros imigrantes. Oitenta alemães para a sua fazenda em Limeira, SP. Em 1907, o Brasil contava 1,25 milhões de imigrantes. A primeira hospedaria de imigrantes no Brasil é museu a céu aberto em São Gonçalo, RJ. A Ilha das Flores no Rio e o Museu do Imigrante em São Paulo estão abertos à visitação pública.

Vale conferir essa história dos alemães, italianos, russos, poloneses, suíços, franceses, espanhóis, portugueses, judeus, árabes (turcos), japoneses, que construíram o Brasil civilizado, moderno. O Brasil do Rei D. Pedro II e da Princesa Izabel foi sim caridoso, carinhoso, respeitoso, com os imigrantes.

Nota bene: A lista acima dos serviços prestados pela Hospedaria de Imigrantes não é invenção de Irene Poconé. È verdadeira. Consulte. Pesquise. (RH)

Divulgue. Encaminhe. www.oreporternahistoria.com.br.

Opine. Escreve que eu publico: oreporternahistoria@uol.com.br