Trilha sonora: notamusANGELA MARIA AGNALDO TIMÓTEO MAMÃE

Deixo, por momento, as minhas convicções sobre a barbárie made in Brazil, baseadas na vivência no comunismo (Moscou) e no capitalismo (Nova York), e abro espaço para a Empreendedora social, cultural, Adriana Berger. Mãe e avó. E para a guerreira Irene Poconé que fez o e-mail oreporternahistoria@uol.com.br ficar abarrotado de mensagens por suas declarações e confidências corajosas em o Escreve que eu publico VII em Arquivo à direita do blog.

dilma oficial imagesCADNZJUO.jpgdentista untitled.pngmae da dentista

           Por trinta moedas. Jovem dentista queimada viva. Assassinada. Motivo torpe.

Adriana, a presidente Dilma vai bem?

A primeira mulher presidente do Brasil está na história. Mas, ela tem que decidir se quer ficar na página da presidente que deu o pontapé inicial da Copa do Mundo ou como a estadista que mobilizou o país contra a barbárie, crime hediondo, impunidade. Alegria da Copa passa. O sofrimento de mães, como a da dentista paulistana, queimada viva, nunca passará. Publicamos um manifesto de apoio a Dilma candidata/eleita. Dizíamos que lhe daríamos de seis meses a um ano para mostrar a que veio. Dois anos e meses se passaram. O governo não gera ideias novas. No país do futuro com ideias velhas.

O que Dilma deve fazer contra a escalada de crime  hediondo?

imagesCAL83D6P imagesCAG7A484 imagesCAJMG7XC.jpgmaos na prisão

Tomar as rédeas. O comando contra a barbárie, crime hediondo, por motivo torpe. Crime em geral.

Ela é a ÚNICA PESSOA dos três PODERES que pode e deve convocar o mutirão judicial/prisional. Ir à TV informar, explicar, conclamar, o povo para ações CONCRETAS e IMEDIATAS de combate à barbárie. Sarney não fez e não fará isso. Collor não fez e não fará isso. Fernando Henrique não fez e não fará. Lula não fez e não fará. O Vice Presidente da República não fará. Por suas declarações e justificativas o ministro da Justiça não fará.

Por ser mulher, mãe, avó, Dilma tem muito mais força para contar com o apoio do presidente do STF, do Senado, da Câmara. A escalada de crime hediondo é responsabilidade direta dos Três Poderes da República. Também de padres, pastores, professores, militares, empresários, jornalistas, ricos, pobres. O governo está unido em torno da Copa do Mundo. Evento passageiro. Por que não se une para dar um basta nessa calamidade pública? Dilma tem que comandar a maior reviravolta no sistema prisional brasileiro. Exemplos não faltam. Dinheiro há. Falta atitude. Coragem. Prioridade.

A presidente não fala em seus discursos sobre a escalada de barbárie!

É a cultura da vítima. Vício ideológico. O delinquente e mais tarde assassino dizem são “vitimas da exploração do homem pelo homem”. Das elites. O raciocínio da turma mais “politizada” do Lula é: primeiro derrotar o Estado opressor e criar o homem novo. Daí esse afrouxamento total em crescendo. Essa falsidade religiosa. O vice-presidente da República, professor de Direito Constitucional, declara que o caminho para a solução de crimes bárbaros cometidos por jovens facínoras não é reduzir a idade penal. A solução, diz ele, já foi encontrada pelo governo: é o Brasil Carinhoso. O ministro da Justiça, responsável pelo sujo e criminoso sistema prisional, diz: “se fosse para cumprir muitos anos em uma prisão nossa, eu preferiria morrer“. Presidente, eu o teria demitido na hora. De país subdesenvolvido. Agora o Brasil é um emergente. Com alto nível de corrupção e impunidade.

imagesCAVYHNB0.jpgministro justiça imagesCACP8DNM imagesCAXOF75Z

Eu, presidente, o teria demitido na hora. Depois do fogo: empalhar, crucificar, cortar cabeça.

Quando se quer tirar poder de Procuradores, Promotores, Homens da Lei; quando ministros de Estado condenados desrespeitam o STF; se está passando um exemplo de impunidade para o mundo do crime. Podre em cima. Podre embaixo. O que seria de Nova York sem o District Attorney Rudolph Giuliani? Como prefeito de NY lançou o Tolerância Zero. Há crime na grande metrópole? Claro que há. Porém, menor e adulto, do crime, são presos, condenados, mofam na cadeia. Al Capone jamais seria preso não fosse pela dedicação, seriedade, coragem, do Procurador da Receita Federal Elliot Ness.

Tivemos avanços materiais, mas, com grande retrocesso nos costumes. Em Ética. Princípio. Moral. Valores. Não se reverte nada sem Atitude e Coragem. Dilma nos pareceu pessoa certa para mudar o rumo do rebaixamento moral do país. Ela não está fazendo isso. Demitidos por má conduta administrativa, corrupção, estão de volta dando cartas. Dilma entrou na roda do acerto político-eleição-poder. Tudo pela reeleição. Segurança pública. Combate sem trégua ao crime: um “abacaxi”. “Governo popular, das minorias, não faz esse tipo de confronto”. Pode perder voto. A premissa equivocada é a ideológica. Mais a corrupção.

Resuma sugestões à sua presidente?

Usar a modéstia de verdadeira estadista e pedir ajuda. Sair dos palácios. Ver e sentir que a situação está fora de controle. Não se guiar apenas por marqueteiros. O país está sangrando. A taça do mundo em crime hediondo é nossa. Como disse, ela deve convocar reuniões de emergência. Atacar o problema de frente. Ela foi eleita para resolver os nossos problemas. Não os da Argentina. Bolívia. Nicarágua. Cuba. Gabão. Angola. Nigéria. Guatemala. Venezuela. Coréia do Norte. Liderar a melhora do sistema prisional. Construir prisões Já. Prisões decentes. Lugar de bandido, assassino, facínora, maior ou menor, de qualquer cor, religião, partido político, poder aquisitivo, é na cadeia. Não ficar de salto alto. Reconhecer a porcaria que é o nosso sistema prisional. Contratar especialistas como fez o México com o Chefe de Polícia de Bogotá.

untitled.pngprisãoimagesCAP6MGBM.jpgprisão 3

O governo contrata médicos cubanos. Pode contratar administradores, de prisões norte-americanas, canadenses, suíças. Especialistas da tecnologia prisional.

E atacar a epidêmica promiscuidade e corrupção nas prisões. Ela não pode cruzar os braços e fazer como Lula: não sei, não vi, não ouvi. O sistema prisional brasileiro contamina. Um câncer social que precisa ser extirpado. Uma mulher pode liderar essa cirurgia? Pode e deve. Ela é a presidente de todos os brasileiros. Mesmo daqueles que nela não votaram. Há dinheiro para a construção de mais e mais prisões.

Temos 500 mil presos? Milhares nas Ruas por falta de cadeia. Pela benevolência do sistema penal. Nessa escalada Dilma terminará o seu primeiro mandato com centenas de milhares de assassinos nas Ruas. Aí de indiferente para conivente. Como pode ela não reagir quando Juízes soltam presos para não “transformá-los em animais dentro das prisões”. Quando Juiz diz que “pôr jovem na cadeia não resolve”. Sabemos que as prisões brasileiras são escolas da perversidade, do estupro, da barbárie. Porque são prisões indecentes. Preso volta para o crime por falta de espaço nas cadeias.

Qual a decisão certa pra um país torto? Lula na sua euforia irresponsável: “vamos sim bancar a Copa do Mundo, nem que seja com bilhões, trilhões”. Dilma, deveria ter dito “Mas, para cada estádio construiremos uma penitenciária“. Teríamos em 2014 Doze Centros Prisional de “primeiro mundo”. Onde haveria sim chance de ressocialização. A turma do Lula fala em recuperar preso para a sociedade e ele nada fez para acabar o corrompido sistema prisional.

Nas prisões tem que ter sim lazer, trabalho, biblioteca.

Mas, reduzir pena por fabricar boneca, bola de futebol, por livro lido, por ser protegido de político, diretor de prisão, pastor, padre, e mais salário, e mais Bolsa Prisão para a família do assassino, maior que o salário mínimo do trabalhador, não tem nada a ver com Carinho. É esperteza eleitoral é abuso é irresponsabilidade é destruir os alicerces da Justiça, da sociedade. Prisão é para cumprir pena por crime contra a pessoa, a sociedade. Com perda do maior bem humano: a liberdade.

Se a prisão se converte em “escola” de barbárie o Estado tem que agir e reverter a situação. O que foi feito de CONCRETO para extirpar o câncer das prisões brasileiras na década Lula? Paliativo. Atalho. Ações para TV divulgar. Benesses, Benefícios, Bolsas, aumentam. A criminalidade também. Essa dobradinha faz parte de todo governo populista, do socialismo tropical século 21. Informe-se sobre a escalada de crime na Venezuela, na Bolívia, em Guatemala, El Salvador… Se prisão não é solução. Não se deve aumentar a pena para menor sem remorso, totalmente aético, sem parâmetros sociais, como esse que ateou fogo na dentista…

Qual a solução? Deixar como está para ver como é que fica?

imagesCAZ39KEI imagesCA4FQVL5

Bem alimentados. Fortes. Roupa de grife. Cabelo boyzão. Vitimas das elites, os pobrezinhos de Lula, Gilberto Carvalho, Cardozo, Secretaria de Direitos Humanos, ficarão quantos anos na cadeia? Eles tem atenuantes no imenso cipoal legal. Não atearam fogo na dentista. Foi um menor.

Se Dilma combate a pobreza. Tem que combater o crime. Ou ela continua acreditando-como muitos do primeiro escalão de seu governo-que pobreza gera crueldade, criminoso, facínora. Ou seja, o sujeito maior ou menor, de crime hediondo, é pobrezinho, coitadinho. “O menor já é vítima do Estado, das elites, com prisão vamos penalizá-lo outra vez”. Mesmo invadindo, ateando fogo em mulher, idoso, criança, o “coisa-ruim” ficará em local especial por três anos.

Primeiro, temos que dar-lhe boa Educação, Lazer, Saúde, Segurança, Emprego. Aumentar pena, publicar nome e foto do facínora, reduzir a maioridade penal, isso não! Quem quer facínora de volta? Uma vez estuprador, assassino cruel, torpe, sempre estuprador, assassino cruel, torpe. Tem que estar muito bem vigiado, isolado da sociedade. Como o Brasil pode progredir social, moral, economicamente, com gente no governo “aliviando” bandido? De onde essa filosofia, linha, tese, de facínora coitadinho, pobrezinho? Do socialismo? Do capitalismo? O governo da primeira mulher presidente deveria ser exemplo e Âncora da nação.

imagesCA33PFCQ  imagesCA469RCJ imagesCAMJJI3P.jpg cabeça

   Se Dilma deixar como está só vai piorar.

Dilma Mulher, Mãe, Avó, tem moral para em seis meses dar-nos outras esperanças. Reverter esse quadro de calamidade. Os assassinos estão ganhando. Estamos regredindo à barbárie. Ao canibalismo. A sociedade é a vítima. Não o “coitado” do assassinato frio, que esquarteja, pica, queima. Os monstros que mataram a jovem dentista, todos bem vestidos, fortes, bonitões, são “vitimas do sistema social, das elites, dos negros ricos, dos empresários de olhos verdes”?Do jeito que está não pode continuar. Dilma é Comandante em Chefe do país. Se a presidente não se mexer faremos campanha no exterior contra Ela e seu governo. Desde o descobrimento as coisas no Brasil são movidas, funcionam, de fora para dentro.

imagesCA7TEQ7NimagesCAJHK19A.jpgestupro

“Na Copa do Mundo você poderá ser queimado vivo. Sua mulher estuprada”

Que tal espalhar pela Europa: “antes de reservar hotel, comprar passagem e ingresso para a Copa do Mundo, procure saber o que o governo brasileiro está fazendo de concreto contra crime hediondo. “Você poderá ser queimado vivo. Sua mulher estuprada. Seu filho sequestrado”. Esclarecendo: não somos da esquerda. Não somos da direita. Da elite. Não estamos a serviço do Império. Fomos eleitoras de Dilma. Somos 200% brasileiras. Mães sofridas e acuadas pelo medo, pela impunidade, descaso, falta de atitude. Quem sabe uma campanha no exterior faça Dilma despertar da letargia, passividade.

Ela pode sim fechar acordos, dar ministérios, fazer como o Lula fez campanha eleitoral, antes, durante e depois do expediente, mesmo sabendo que o tempo de presidente é tempo do Estado, da nação.  Dilma pode ganhar as eleições de 2014, mas não pode, como presidente do Brasil, virar as costas para essa barbárie, esses crimes por motivos fúteis praticados por adulto, ou menor de dezoito anos. Para a campanha de Dilma/presidente começamos com 10. Depois 100. Depois mil. Depois 10 mil. Se preciso, mobilizaremos no Brasil e no exterior, 100 mil. Depois um milhão. Depois 10 milhões. Peço: ao final da leitura encaminhe esse blog para as suas amigas, principalmente, mães brasileiras. Obrigada e Saudações pelo Dia das Mães/Adriana Berger.

Rapidinha com Irene Poconé via Skype:

RH: Recebemos muitas mensagens sobre seu texto no último blog. Vamos ao que interessa neste Dia das Mães. O crime na Suíça, compensa?

imagesCAFIG830 imagesCA5609IM.jpgquarto de prisão

IP: No país dos Bancos banqueiros e bancários vão para a cadeia. O Estado suíço não pode permitir a desmoralização do sistema. A imagem de confiabilidade e segurança é mantida com o rigor das leis. Cadeia limpinha. Mas, com perda da liberdade real.

Você já e mãe?

Ainda não. Na minha atividade não é recomendável filhos. Mas, serei. Como você sabe não conheci a minha mãe. Fui criada pela Vó no pantanal. Mas, sinto e muito por todas essas mães brasileiras que choram a perda de filhas e filhos, brutalmente assassinados. Nunca pensei que o brasileiro fosse tão cruel. Chegasse a esse ponto sem retorno de tocar fogo, esquartejar, furar bebê, comer e vender carne humana.

imagesCA7CELWR.jpgmulherempalha imagesCA12UDNP imagesCAMHPPUW

Nesse campeonato de quem é mais hediondo, bárbaro, Dilma vai receber cabeças no Palácio.

O que acontece aí? Por que a Dona da Casa não peita o crime hediondo? Não tenta mudar essa situação horrível. Tá tudo muito desleixado, muita frouxidão. Muito descaso e covardia.  Dilma tem maioria no Congresso. Pode criar leis. Ninguém irá aí fazer isso por nós. Eu achei que a Dilma seria forte. Corajosa. Mas está “lavando as mãos” e deixando o sangue correr. Essa barbaridade do leite com ureia, formol. O brasileiro sabe o que bebe e come? Quem cala, consente. Ela vai ficar na história como uma Lucrécia Borgia e tantas outras que nada fizeram contra as fogueiras da Inquisição. Como bruxa do Mal e do Sangue? Cruz credo!

———————————————————————————

Divulgue. Encaminhe www.oreporternahistoria.com.br

Opine. Escreve que eu publico: oreporternahistoria@uol.com.br