Trilha sonora:

imagesOJBZTSNG Maria MadalenauntitledSalomé imagesG4JY7LSO

untitledMna Lisa imagesChiquinha-Gonzaga-Brasil-de-1847-a-1935images1DRWDICH

imagesXHHPXS3ICarmen untitledEvita  imagesV1D2KVST

untitledGolda  imagesYEO37FQF imagesYNQBY86F imagesATCV5GTI

images0SNGG7UL imagesT5O1J65O Dilma imagesBLIDLDB4

untitledLara imagesLDUXDEZA imagesE5MAO2ZU  imagesR4C28HL3

O perigo mora ao lado

untitledKim images11LCRN1C images7KMEZMLP

Moreno, o Kim Jong da América do Sul, fala em armar um milhão de homens para defender La Revolucion que não consegue dar alimentos ao povo, combater o narcotráfico, (que alguns dizem), já ser política de Estado, e o crescimento de todo tipo de crime. O presidente da Colômbia que tem no seu território as FARC, grupo mantido pela venda de cocaína e aliado de Moreno, considera uma afronta que pode desestabilizar o continente. E o governo de Lula/Dilma/Marco Aurélio Garcia/Stédile não reage. Continua apoiando Moreno com dinheiro e declarações. As Forças Armadas, o Congresso, a Imprensa, tem que acompanhar muito de perto os movimentos de tropas em nossas fronteiras. Na fronteira quem manda, de fato, são os contrabandistas e o narcotráfico. (João Mendes, Manaus).

Ponte aérea Brasília-Caracas

exercito-venezuelano Os vôos de sindicalistas, militantes, assessores, já foram mais freqüentes nos dias de Hugo Chávez e de Lula na presidência. Venezuelanos chegam ao Brasil para cursos e outros. Brasileiros recebem treinamento nos arredores de Caracas. O novo discurso de Lula repete as palavras de ordem de Moreno. “Se querem guerra vou pra guerra”, “O exercito popular de Stédile”, ataques tipo Estado Islâmico a centros de pesquisa. Moreno tem o desplante de avisar que a Venezuela lutará contra qualquer tentativa de tirar Dilma do governo. Sugere que o governo do LSD (Lula, Stédile, Dilma) faça um listão de pessoas que devem sair do cenário político como ele está fazendo na Venezuela. O brasileiro, rico e pobre, Bolsista ou não, tem que acordar para essa loucura em nossas fronteiras. Já basta a liberdade com que Evo Morales manipula o governo, aumenta o plantio de coca que despeja toneladas de cocaína e crack dentro do Brasil. (Lacerda, Cáceres, MT).

Rio deveria continuar capital e Brasília ser na Barra da Tijuca

untitledaterroO Eixo Monumental seria a Avenida das Américas. A rodoviária seria no Shopping Downtown; o Parque da Cidade no Barra Garden Shopping; a Praça dos Três Poderes, com o Palácio da Justiça, o Congresso Nacional e o Palácio do Planalto, entre o Barra Shopping e a Cidade da Música; No lugar do artificial Paranoá, as três lagoas: Tijuca, Jacarepaguá e Marapendi. As superquadras espalhadas pelos dois lados, com um deles de frente pro mar. Tudo isso depois de ter passado por São Conrado, Pedra da Gávea e Joá, com a vista se abrindo para a obra monumental. O Rio de Janeiro já era uma das mais belas capitais do mundo. Com Brasília na Barra seria imbatível. Não custa imaginar como seria o Rio nesses 450 anos ainda como capital do Brasil. (Edmundo Leite)

O maior erro geopolítico de nossa historia

TCA0FSTA9CAVJ6M8KCA9D0D2DCA6H5S93CA2E7187CAYB7LUMCAY1EQ8OCATAY8XYCABLW0FXCAOGK0QNCA1M33MXCATL2N99CAZRZD03CAQWHA4LCAQNZIOLCA94P45NCAMJR0M9CAC9O58HCARTZTGH

Fragilidade institucional, atraso cultural, influencia ideológica, religiosa, megalomania, levaram ao mais absurdo erro geopolítico de nossa história. O desvio de alternativas positivas foi profundo e sem volta.

1) Precisamos tirar a capital do litoral. Podemos ser invadidos pelo mar.

2) D. Bosco teve um sonho e no lugar indicado por ele construiremos a Capital da Esperança e do Homem Novo. O Brasil será governado por gente honesta, em todos os sentidos.

3) Com Brasília faremos a interiorização do país. Ocuparemos a Amazônia.

OCAHXUKEACAUSOIE3CA6T4QPNCA2NGH84CATKULA1CAIB4JB1CA5FRD50CAZTG1QZCA0A9WHJCA2ED17PCAJ3S1PLCACFNU88CAW1AI9ZCAIDVTYGCANELCVTCAS26HW9CAWE5C59CAAFHP5JCAZM5P29

Como talibãs descarnaram do Rio 400 anos de cultura, de administração pública. Quando o país se solidificava, tinha imagem positiva no exterior, eis que o delírio totalitário de uma capital distante dos grandes centros, isolada e dominada por apparatchick (burocratas aparelhados) se abateu sobre nós. Com duas grandes ferrovias, norte/sul, leste/oeste, e seus muitos ramais, nós estaríamos com o país unido sem destruição ambiental. As nascentes, vales, rios, preservados. E a Amazônia não estaria em contagem regressiva.

Quem manda em Brasília? Quais os exemplos da capital para o país e seu povo? Nunca antes na história do mundo uma capital foi tão dominada por lunáticos, pilantras, espertalhões, canalhas, mulheres e homens desonestos, mentirosos, como em Brasília (Paulo, BH).

Sucesso e Fracasso

A história ensina. Há povos que construíram o caminho do sucesso. Há povos que foram pelo atalho mais rápido, mais fácil, e chegaram ao fracasso. Natureza bonita, rica, não garante o progresso. O que garante o progresso é povo educado, culto, decente e sem a influência de ideologias e dogmas imbecilizantes. A construção de Brasília foi o caminho mais fácil para o fracasso. Nele entramos e não sairemos mais. (Rita, Vitória).

“Sem caminhão, o Brasil para”.

imagesI5MVAGE8“A idéia foi nossa, dos empresários do transporte aqui da cidade, devido ao alto custo operacional. Não há nenhum sindicato.

Chegamos a um ponto em que estava todo mundo morto, ninguém conseguia salvar ninguém. Fizemos uma reunião e começamos a colocar caminhão na pista e paralisar”. (Gilson Baitaca, Lucas do Rio Verde, MT).

As estradas de Lula, Dilma, Stédile

images75574Z9EO trio que manda no governo fez o que pelas estradas do Brasil? Lula sempre mobilizando é o responsável pelo clima de discórdia social. Nas campanhas eleitorais ele gritava “essa gente branca de olhos azuis”. “Sou o Pai dos Ricos e Dilma é a Mãe dos Pobres. “Ela  sou Eu”. “Eles (Bancos e Empreiteiras) nunca ganharam tanto dinheiro como no meu governo”. Acuado por escândalos, roubalheira, Lula parte para o ataque e ameaça com o “Exército de Stédile”. “Sequerem guerra eu vou pra guerra”. Mais e mais militantes treinados e pagos para vandalizar e brigar. Atolada na incompetência, Dilma não está nem aí para estradas, crack, crime, qualidade de vida. Esse pessoal vai pela estrada da destruição do Brasil. (Dago, Sorriso).

Indonésia

embaixador_indonesia

Grosseria. Insulto de Dilma à Indonésia foi apenas factóide. Dilma armou um barraco para desviar as atenções dos seus escândalos. O gesto de hostilidade de Dilma contra o embaixador Toto Riyanto, recebido como insulto pelo governo da Indonésia, foi elaborado na última hora, pelos marqueteiros do Planalto, para servir de “cortina de fumaça” e desviar as atenções da mídia dos sucessivos escândalos do governo. Dilma definiu a entrega solene de credenciais de cinco embaixadores, incluindo o indonésio.

O embaixador indonésio foi submetido à humilhação de somente ser avisado que fora excluído da cerimônia quando já estava no Planalto. O governo esperava que a desfeita à Indonésia esvaziasse a denúncia de que empreiteiros enrolados na Lava Jato pediram proteção a Lula.( João, Rio).

A Bolívia de Evo Morales

LULA E EVO COLAR DE COCAimagesO71PCZNZ

Lula foi/é o primeiro presidente do Brasil a deixar-se fotografar com folha de coca de onde se extrai a cocaína e o crack com toneladas destruindo vidas e aumentando todo tipo de crime. Dilma se arvora em defensora de brasileiros (traficantes), ameaça romper relações com a Indonésia. Por que nunca chamou o embaixador da Bolívia?

Por que faz vista grossa e prestigia Evo Morales, declaradamente presidente cocalero? Brasileiros foram queimados vivos na Bolívia e o governo “dos direitos humanos de gente como Maria do Rosário” nada fez. (Paulo, Coxim).

Pérolas para o futuro do Brasil

“Os Estados Unidos tem mais de 100.000 km de estradas de ferro asfaltadas”. “A capital da Argentina é Buenos Dias”. “Fidel Castro liderou a revolução industrial de 1917, que criou o comunismo na Rússia”. “O Brasil não teve mulheres presidentes, mas, várias primeiras-damas foram do sexo feminino”. (Professor Batista, SP).

Brasil tem mais foragidos da Justiça que vagas em presídios

carcerario

“Dados de um levantamento inédito divulgado pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça) apontam que o Brasil tem 373.991 pessoas com mandados de prisão em aberto, número maior que a quantidade de vagas existente em todos os presídios do país, que é de 357.219 lugares.

Hoje, há 567 mil pessoas cumprindo penas em presídios, com um déficit de 210 mil vagas. Além disso, há 148 mil pessoas em prisão domiciliar. Caso os foragidos fossem presos pelas polícias nos Estados, o total de detidos ultrapassaria um milhão de pessoas. O déficit de vagas considerado pelo CNJ, somando essa hipótese, chegaria de 732 mil vagas.

Apesar do levantamento não trazer dados regionais, em alguns Estados o número de foragidos é até maior que a população carcerária, como é o caso do Maranhão. “Se esses mandados fossem cumpridos, [o sistema carcerário do MA] viraria um inferno”, chegou a afirma o juiz da Vara de Execuções Penais, Fernando Mendonça. Segundo os dados do CNJ, o Brasil tem a terceira maior população carcerária do mundo, de acordo com o ICPS (sigla em inglês para Centro Internacional de Estudos Prisionais), atrás de Estados Unidos e China. (Carlos Madeiro do UOL, em Maceio).

Divulgue. Encaminhe www.oreporternahistoria.com.br. Para Escreve que eu publico envie imagens, texto opinativo, e-mail, para oreporternahistoria@gmail.com. Ver Jota Alves/FACEBOOK. Para melhor leitura zoom 125.