Trilha sonora: JOSÉ AUGUSTO ME ESQUECI DE VIVER (ME OLVIDÉ DE VIVIR)

 

Nestas eleições serão eleitos os Doze Prefeitos da Copa do Mundo 2014: Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília*, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Recife e Salvador. Certíssima a reeleição de Eduardo Paes o atual prefeito do Rio. Em Brasília não há prefeito. Será eleito o governador.

          

OS DOZE PARES DA FIFA

Os doze prefeitos das cidades-sede da Copa do Mundo serão os maiores beneficiados das eleições municipais. Eleições de pouca melhora institucional. A Ficha Limpa bombardeada por todos os lados. Fraquíssima participação da juventude. Com 50 a 57% de desinteresse pelas eleições no Rio, São Paulo, Belo Horizonte, Fortaleza. Candidato de caráter duvidoso ou abertamente mau caráter. Eleições de cartas marcadas. Controladas pela poderosa engrenagem do absurdo sistema eleitoral brasileiro que Luis Inácio Lula da Silva combateu em suas muitas campanhas eleitorais.  

A reforma política não saiu do palanque

Uma das esperanças que Lula levantou ao povo foi a Reforma Política “para realmente democratizar o país e acabar com os picaretas na política”. Não fez reforma política. Não fez reforma alguma.

Roberto Jefferson, artilheiro da Copa Mensalão.

No primeiro ano do primeiro mandato foi a euforia da tomada do poder. Acomodar companheiros, amigos, parentes, em cargos do governo. “Tirar a barriga da miséria”.

Ao iniciar o segundo ano de mandato explode o primeiro grande escândalo: o Mensalão. O aliado Roberto Jefferson não recebeu os 40  milhões prometidos. Vestiu o uniforme de titular, entrou em campo e se firmou o artilheiro da Copa Mensalão

E na seqüência muitos outros escândalos. Daí em diante foi o salve-se quem puder. Lula dizendo que não “iria para o matadouro sozinho” e cansado das lides administrativas diárias já que como “quadro político” nunca administrou nada na vida, passou a fazer viagens internacionais. Piadas, camisetas da seleção, discursos mirabolantes. Foi condecorado como O CARA.

Uma década perdida com jogo sujo

                  

No Brasil, Lula fez alianças, acordos, negócios, com “inimigos picaretas” que combateu e prometeu tirar do poder. No exterior, unindo-se à linha “ideológica” de Hugo Chávez que será reeleito no dia 7 de outubro presidente da Venezuela, outra vez, colocou o Brasil de costas para os centros do Saber, da Ciência, da Pesquisa, da Tecnologia, da Modernidade, das Alternativas de Desenvolvimento.

    

Certo Romário em propor que a CBF crie regulamento para o uso promocional da camisa da seleção. A verde e amarelo não poderá ser distribuida, presenteada, por politicos. E  jamais por candidatos a cargos públicos, empresariais. O presidente da República pode se auto promover e fazer média com a camisa.  Mas, a CBF, o Ministerio de Relações Exteriores, enviarão a camisa a quem o “Brasil” queira presentear.

Uma década perdida com Kadafi, Mubarack, Evo Morales, Noriega, Zelaya, os Kirchner da Argentina, os Castro em Cuba. Perdoando dívidas ao Brasil. Fazendo doações com dinheiro público a ditadores. Passou o governo para a sua afilhada sem uma obra relevante. Sem um aeroporto novo. Sem uma estrada de ferro. Com assustadora e crescente destruição da floresta amazônica.

Provendo maná para a oligarquia sindical automotiva

Liberando impostos para mais carros. Um maná para a oligarquia sindical automotiva. Para as montadoras. Mais motos. Mais votos. Arregaçando ainda mais a vida urbana. Alto índice de criminalidade. Cracolândia na cidade e no campo. Com a “Saúde pública” matando gente. Com a Educação a níveis africanos. Com as nossas fronteiras escancaradas. Com pedra fundamental em centenas de obras inacabadas. Com os municípios mendigando Bolsas federais.

O gol(pe) da Copa 

Com a desmoralização nas escadarias do Planalto. Com apoio televisivo Lula deu a volta por cima. Pai dos ricos e Salvador dos Pobres ele passou a distribuir pães, peixes, “botinas, cobertores, dentaduras, modernas”. Para voltar nos braços do povo, como sonhou Jânio Quadros. E para salvar e limpar a sua imagem dos escândalos crescentes e abrangentes Lula deu o golpe da Copa.


Usou João Havelange e Ricardo Teixeira para trazer a Copa do Mundo 2014, ano das eleições presidenciais.  Para o país “rico” em diversão, novelas, popozudas, delírios. Para o país do em “fevereiro dinheiro pinta”. Dá-se um jeitinho. Trouxeram também as Olimpíadas 2016 para o meio da governança “mais étika e onesta que o Brasil já teve/terá”.

Mas, e os municípios onde corre a seiva da vida nacional?

Continuam sem fôlego. Na pindaíba. Dependentes dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios. Se o prefeito não é da turma, não beija mão do governador, não é aliado aberto do presidente, do ministro, não dá obras e comis$ões, ta ferrado. 

Mas, e o povo-povão?

O povo e o povão que se phodam com pão, peixinhos, guerra dos sexos. Se contente com fogão branco, geladeira, mais um celular. Se divirta com o circo televisivo que dá cobertura ao regime instalado no Planalto desviando massa humana dos graves problemas nacionais. Embrutecendo. Imbecilizando. Dirigindo uma grande parcela da população. Aquela anestesiada. Lulísticamente hipnotizada. Para aplaudir. Para não reagir!

Dos 5.565 municípios apenas 10

Os índices municipais são aterrorizantes. Quarenta por cento da população de 192.946.886 habitantes não tem esgotamento sanitário. Apenas 10 cidades chegaram à nota 6, pontuação máxima do IDEB (Índice de Educação Básica) padrão MEC. De todas as instituições de ensino superior apenas 48 tem a nota máxima na avaliação do Ministério da Educação.

Cardápio para as eleições: redução da conta de luz. Mais “pães e peixes”.

     

A presidente promete o que não pode cumprir: redução de tarifa de energia elétrica. Em Mato Grosso a falida Rede/Cemat já tascou aumento. Ao governo estadual não interessa baixar o valor do ICMS.  

Sonâmbulo com tanto “sonho” de novela o brasileiro cai como um pato nas promessas às vésperas de eleições. Avião silencioso para vigiar e defender as nossas fronteiras (leia o último RH). Redução na conta de energia elétrica? Em Mato Grosso a Rede/Cemat, na UTI da falência, já tascou mais um aumento. Outros aumentos em outros estados virão. O Estado deve repassar para o Município percentual por sua arrecadação de ICMS e IPVA. È prática segurar o dinheiro do repasse. Principalmente e criminalmente o da Saúde Pública.

Em uma de minhas contas de luz em Cuiabá, por exemplo, de R$ 159.66 (inverno) pago: R$ 57.41 de ICMS, $ 10,33 de COFINS,$ 2,24 do PIS,$ 9,15 de Iluminação Pública (com Ruas e praças às escuras). Governador não quer abrir mão do ICMS de energia elétrica, dai o absurdo da conta de luz no Brasil. E a Operadora do Sistema Político–Energético do Rio Grande do Sul e do Brasil é hoje a presidenta Dilma.

Conta de energia elétrica é como tarifa bancária. O governo às vésperas de eleições promete reduzir. Mas o governo pela má gestão, negociatas, é dependente de energia e do sistema financeiro. Acaba fechando os olhos para as curvas, atalhos, malandragem, aplicadas em cima do consumidor. Tem sido assim.

O sistema está falhando. Apagão aqui e ali. Raio, trovão, chuvas, nem começaram. Tarifa de energia elétrica vai “baixar pra inglês ver” ou para iluminar o tatu-bola.

Dos 5.565 apenas 83 municípios geram receitas para pagar seus funcionários

Os números são tantos. E horríveis para os municípios. Para a qualidade de vida dos cidadãos. Dos 5.565 municípios only 83 geram receitas para pagar seus funcionários. A Lei de Responsabilidade Fiscal não é respeitada.

SAUDE É CALAMIDADE PARA ESTADO DE SITIO

 Para evitar morte antecipada “pelo destino” recorre-se à Justiça para atendimento médico-hospitalar. Se o Homem da Lei é sensível, solidário, genuinamente dedicado e responsável, a pessoa se salva pela operação de emergência. Se o homenzinho que trabalha e fatura com Justiça for um beberrão já contaminado pela corrupção o sujeito se phode na fila. Fica aleijado. Morre. No inicio e no fim do Mensalão estão os municípios.

Tribunal de Contas: sumidouro de dinheiro para sedes, ministros, funcionários. O TC analisa, sugere. Não pune prefeito. È tribunal de conselheiros-observadores do desastre político-administrativo que se repete em TODOS OS MUNICÍPIOS.

Do jeito que o tatu gosta               

        

Do jeito que a classe política que dirige o país gosta. Do jeito que Lula gosta. E que a sua afilhada deixa rolar para dentro do buraco do tatu. Reforma política? Voto distrital? Para que mexer em time que está ganhando? Maior a bagunça, a falta de princípios, mais fácil fazer alianças. Conseguir adesões. Vencer eleições. Comprando votos.

47 mil candidatos disputam 57.434 vagas de vereador prometendo o que eles e os candidatos a prefeito não podem cumprir: saúde, segurança, esgoto, obras de infra estrutura, dependem de verbas estaduais e federais. Não somos uma Republica Federativa. Somos uma Confederação. Melhor era a dos Tamoios. 

Os vereadores, em 2014, ajudarão a eleger deputado estadual, federal, senador, governador e o presidente da República. Que em 2016 ajudarão a eleger vereadores e prefeitos. E o jogo continua. È bom ser vereador. Muito bom ser deputado estadual. Maraviha ser deputado federal. Uma delicia ser senador. O Escolhido da Silva que nos prometeu acabar com essa partida de resultados marcados vestiu o calção e entrou no mesmo jogo.

Destas eleições municipais apenas os DOZE PREFEITOS DA COPA sairão vencedores. Se souberem jogar o jogo dos donos do tatu bola#

Pra que avião silencioso? Deixa no chão pagando o que deve a Israel. A mulher maravilha está ai exatamente para isso. Deixar as nossas fronteiras bem abertinhas para os novos amigos de Luis Inácio. Coca da boa é fichinha. O grande negócio é mandar urânio para o Irã. Caixas do minério foram encontradas no centro de La Paz. Já corre pelo mundo: ta saindo da Venezuela via Bolívia de Evo, Argentina de Cristina e Brasil de Ludilma. (Jairo de Mello, Goiânia)

A Mulher Maravilha sozinha protegerá as fronteiras do Brasil.

Paulistano gosta de sofrer

O Russomanno é uma mistura de Ademar de Barros/Jânio Quadros/Maluf/Lula. Pode ser o prefeito da maior, mais suja, mais barulhenta, cidade da América do Sul. Só perde para a cidade do México. Com o trânsito que tem e as vendas de carros e motos, incentivadas pelo governo Lula/Dilma, vamos ganhar do México, de Calcutá, de Hanói e de todas as cidades urbanamente desorganizadas do planeta. Se Manno ganhar. Se Haddad ganhar. Maluf voltará por cima da carne seca. Lula entrará na jogada. Viva São Paulo. (Jarbas do Brás, SP)

Caçador de cabaço:

Dia 25 do russo Alexandre. Dia 29 de Catarina. A catarinense

Digo cabaço porque era assim que a gente falava/fala em Poconé. Pelos corixos e lagoas do pantanal. Quando disse ao RH que fui leiloada virgem, pouca gente acreditou. Leilão de virgem continua excitando politicos, magistrados, empresários, fazendeiros, garimpeiros…

           

A internet e as novidades mudam a “guerra dos sexos” na qual a mulher sempre perdia. E perde. Principalmente no ambiente fundamentalista religioso. Não resisti e sugeri à catarinense Catarina que alem da Virgins Wanted (Procura-se Virgens) produtora australiana de vídeos para internet que ela continue divulgando e promovendo o seu hímen.

Ao vivo

  

Torço para que as ofertas cheguem a 500 mil reais. (Nesta quarta, 3/9 já estão em 230 mil). Também orientei que ela faça filmar o grande momento. E venda “a trepada de sua vida” para a emissora que oferecer mais. Se ela entrou na chuva é pra se molhar. Tem que ir ate o fim. E faturar alto. Até mesmo pay-per-view. Ao vivo. Quem sabe na moral até mesmo no Big Brother Brasil. E por que não!

Mulher ou homem

Já Alexandre Stepanov, russo de 23 anos, se diz extremamente tímido para namorar, se esfregar, “bater uma”. Catarina quer perder o cabaço com homem. Já o russo oferece a sua virgindade para homem ou mulher. Avisando que não é homossexual. Virgindade peniana ou anal? Grana é grana.

Fique ligado na telinha: 25 e 29 de outubro

O lance para ele anda baixo. Ainda não passou de 1.500 dólares. O Dia D de Alexandre será 25 de outubro. De Catarina dia 29. Homem tira o chapéu. Eu tiro a calçinha para os dois corajosos. Com tanto sexo “falso”, putaria, baixaria na TV brasileira a decisão deles é autêntica, transparente, sem hipocrisia.

Cinco mil cruzados pelo meu cabaço

Se a gente assiste nascimento, aborto, morte, cirurgia plástica, transa, pela TV, qual o problema em ver Catarina e Alexandre darem o cabaço? Bom pra eles. Romperam o meu num colchão em cima de um caminhão. O garimpeiro, rico, famoso, deu 5 mil cruzados para a minha Vó e uma corrente de ouro maciço. Na medalha o nome dele e: sou o primeiro. Catarina é nome de Rainha. Alexandre é nome de Rei.

Que ambos sejam felizes e vivam sem os traumas “da primeira vez” . Catarina não me disse se quer ambiente romántico. Música ajuda e muito. Sugeri: A primeira noite de um homem de Simon e Garfunkel. Voce ja amou uma mulher, de verdade? de Bryan Wilson. Perfume de Mulher. Meu primeiro amor e algumas de Andre Rieu. Quando lembro como foi comigo penso em fazer cirurgia pra fechar e dar de novo mas num ambiente maravilhoso. ( Irene Pocone, de Zurique)