Trilha sonora: Matilda-Harry Belafonte.

Valeu moçada bronzeada. GARRINCHA FICA.

WCADN7L9GCALWZ7T1CATMFT1OCAQPTWUICAU3O9YQCA5B8076CACWPKUDCASTYTHICAQE85GNCAK9BI7ICALBXTWICA2RJC02CARJ1HUACAZVTFZSCAVQ8L37CAYYNPI1CAFPB7CYCAE8PFTBCA7354L0Drible Garrincha imagesCAI84VH4garrincha2

O Governo do Distrito Federal garante ter encerrado a discussão sobre como chamar o estádio de Brasília. O GDF afirmou que o nome da arena que receberá a abertura da Copa das Confederações, em junho, será Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha. A denominação, segundo o GDF, não fere nenhum dos critérios exigidos pela Federação Internacional de Futebol (FIFA). “A FIFA veda o nome comercial ou político, o que de nenhuma forma é o caso de Brasília”, Inaugurada em 10 de março de 1975, a arena brasiliense recebeu, primeiramente, o nome de Estádio Governador Hélio Prates da Silveira. Nos anos 1980, contudo, foi rebatizada como Estádio Mané Garrincha.

Garrincha driblandoConte quantos suecos ao redor do Garrincha. Ele sim o Cara. Gênio. Orgulho. Alegria do povo. Só mesmo grandissíssímos filhos da puta poderiam ter bolado essa de tirar o nome de Garrincha para vender a imagem do estádio da capital do Brasil. Gente assim vende o lote, a casa, a mãe, a irmã, o país…Deveriam tirar o nome da mãe da certidão de nascimento. Tem gente dessa escória que governa município, estado, o país.

Valeu sim a pressão popular via web. Valeu Jota Alves pelo espaço e bronca no seu RH. Cartolas e políticos de Brasília ficaram de olho na grana grande que viria caso nome e imagem do estádio fossem vendidos. Jogaram a mutreta na rede. Se pegasse, da pescaria ia sobrar Money pra muita gente. Era sim preocupação verdadeira. O nome do estádio do tradicional Palmeiras já foi vendido. Fábio, Ricardo, Bota, Malu, Vânia. Boston/BH.  

Naming rights vendido

imagesCA5V1OWHpalmeirasPalmeiras fecha parceria milionária.

Depois de meses de negociação, a WTorre fechou contrato com a seguradora alemã Allianz para dar nome ao futuro estádio do Palmeiras.

O naming rights da Arena Palestra foi vendido por 300 milhões de reais para os próximos vinte anos. A Allianz já batiza o estádio do Bayern de Munique na Alemanha. Lauro Jardim, Veja.

 

Sobre o RH Brasil Carinhoso e os haitianos: Havia respeito e carinho ao imigrante por parte de D. Pedro I.

“Por mim não sairia daqui nunca”.

 hospedaria_de_imigrantes imagesCASFBUJX untitledmuseu

O tratamento dado aos imigrantes quando da chegada deles ao Brasil, tanto na Hospedaria de Imigrantes, em São Paulo, como na Hospedaria da Ilha das Flores, no Rio de Janeiro, era considerado por eles como muito bom. O que pode ser comprovado através de relatos reais como daquele grupo de imigrantes da Província de Cremona, saídos da cidade de Torricella Del Pizzo em 25 de outubro de 1886, que aportaram no Rio de Janeiro e foram alojados na Hospedaria da Ilha das Flores, haja vista a transcrita no livro Grama Humana — A Grama do Senhor, de Remo Rômulo Farina, na página 151:

“Na Hospedaria dos Imigrantes na Ilha das Flores, o casarão é acolhedor, registram-se constantes movimentações de pessoas e bagagens, elementos de origem e procedência diversas chegam atarantados em busca de acomodação: outros saem apressados, para reembarcar, cada qual com o seu projeto pessoal. Um avultado grupo que segue para as fazendas de São Paulo desocupa um laço do prédio, que nos é cedido pela administração.

imagesCAH4M6HS

A alimentação, de modo geral, é boa, substanciosa, bastantes frutas e café. Claro, não há vinho, nem faz falta. A água é fresca, límpida, pura, uma benção do Céu, depois de tanta carência a bordo do navio “Cinirio” que nos trouxe da Itália. Limpeza, assistência sanitária, a todo o momento. Como a vós somos gratos, Senhor! Por mim, não sairia daqui, nunca. Os familiares pensam da mesma forma. Graças a essa bendita pausa reparadora, a restauração das forças físicas e psíquicas vai se completando auspiciosamente. Em poucos dias, a cor e o sorriso reaparecem no semblante. Stefano, Clemente e Giacomo, em modo especial, bem como os demais membros do clã, recobraram-se e continuam a se reabilitar, mostrando-se agora receptivos e alegres”. P. Bertoli. SP.

 @Tenho informações de fonte em Brasília que o governo está criando uma área de abrigo para a comunidade do Haiti em Mato Grosso. Vai Ser um Haiti mato-grossense próximo a capital Cuiabá. Amílcar Moraes, Flórida.

imagesCADGLPKShaitianos

@Agora, são 4.000. Mais tarde: 40.000. E depois: 400.000, quem sabe? Será que estamos preparados a receber e acomodar essa enxurrada? Salve-se quem puder! Não da para entender. Já não bastam os nossos problemas? Abraços BR, Nova York.

@Que política exterior que nada. Não há política de segurança pública. Não há política de transporte público urbano e rural. Não há política consistente de nada. Tudo no improviso. Chutometro e falação. Certo quando diz: Terremoto é uma coisa. Corrupção é outra. Povos sobrevivem a terremotos, furacões. Populismo. Corrupção. Atraso cultural: destruíram o Haiti. Tem povo de fracasso. Tem povo de sucesso. E sucesso só com trabalho. Mesmo sem terremoto o Brasil que se cuide. Cristiano, Goiânia.

Receber bem e exigir bem

sacos de café   imagesCAHIIOFC  padaria alemã

Receber bem para exigir bem.  O governo  Caridoso tem que ser duro sem perder a ternura. Imigrante: 1) tem que aprender o idioma. 2) um mínimo de história e geografia do Brasil. 3. quarentena que pode ser de um ano/três/cinco. 4. não pode sonegar imposto. 5. cidadania plena só depois de 10 anos. 6. Pisou na bola, prisão  Reincidiu, expulsão do país. Pois logo, apareceão companheiro, vereador, deputado, padre, pastor, ONG, a criar núcleo de imigrante-eleitor, bairro, e até cidade.

O Brasil continua a Terra Prometida. Todos devem ser bem vindos como foram os meus avós e pais. Mas, eles deram duro. Trabalhavam. Não ficavam nas praças bolando ganhar na moleza com contrabando, drogas, prostituição, vendendo espelhinho e canivete da China. Dando pequenos e grandes golpes e na sequencia defendidos pela turma dos “direitos humanos eleitorais”. Tem que cumprir a lei e trabalhar. Sem regras, problemas futuros. Josué Perrone. Vitória.

A gangue dos quatro

 imagesCA3AYPZF2Os do Mensalão foram condenados. E os da política externa? Viajaram. Mordomia total. Fizeram o que bem quiseram. Atolaram negócios e a imagem do Brasil na lama de corruptos. Bandidos. Malucos. Sanguinários. Estupradores. Tiraram o Brasil da rota da Tecnologia. Pesquisa. Ciência. Modernidade. 

Os articuladores da política externa da década perdida ficarão impunes? Os do Mensalão, da Interna,  mexeram com dinheiro e poder imediato. Os da Externa mexeram com ideologia, posicionamentos, imagem do país. Mais dificíeis de serem notados e julgados. Nem por isso deixam de ser responsáveis pelo estrago na política externa. Devem sim ser punidos pelos acordos, contratos, nocivos ao  Brasil. Não temos cadeia para esse tipo de crime como tem na Coréia do Norte, Rússía, Cuba, Na China, a Camarilha dos Quatro à frente a esposa do líder chinês Mao-Tse-Tung foi parar na cadeia por relações indevidas com o exterior. Você consegue listar os Quatro mandachuva da política externa da República Popular do Brasil? Paulo Silveira, Natal, RGN.

Quem educa o Brasil?

Entre numa sala de aula universitária e pergunte onde fica o Haiti? Qual a capital do Equador? Por que os acordos e negócios do Brasil com Cuba e Angola são “Segredos de Estado”? E se a moda malandra pegar em municípios, estados, ministérios? A TV Globo não se interessa pelos assuntos externos do Brasil. Com arrogância e burrice mostra o Mundo em 1 minuto. O “Topa Tudo” por dinheiro, bilionário, graças ao amigo Maluf e aos presidentes Figueiredo e Lula, esperando a hora de ir embora para Miami. O Bispo cada vez mais rico. Quem educa o Brasil? Maria do Recife.

Sobre o RH o Lobista mais poderoso do Brasil:

Jota
Boa tarde: Acabo de ler um dos melhores textos do jornalismo contemporâneo brasileiro. Não apenas pelo desvendamento que nele se faz (o que, não raro, tem acontecido), mas, sobretudo pela clareza da exposição. Oxalá esse texto tenha uma difusão didática. Parabéns, meu caro. S. Carlos. Cuiabá. MT.

Sobre o RH Malucos Uni-vos:

Na indústria petrolífera há vinte anos vivo na Venezuela. Aqui em casa o pau quebra. Gabriel, 24 anos, é chavista roxo. Gabriela, 22, nunca gostou do Cara daqui nem do Cara daí. Ela diz que os dois são farinha do mesmo saco. Repasso o que circula pela internet. O HC vivia atacando o Império. Fazia chacotas do presidente Obama. A família vivendo nababescamente. Filhas, parentes, amigos, conhecendo as delícias “imperialistas”. Uma foto vale mil palavras. Mando várias que circulam. E agora vão aparecer coisas até de brasileiros que recebiam dinheiro dele (os famosos petrodólares). Gabriela traduz o texto para o espanhol e repassa o seu RH. Octávio Brandão. Caracas/Recife.

 EL-4   EL-3 EL-2 

Antônio Chávez, o sobrinho queridinho. Sempre armado. Conhecido nas bocas e negócios. Cheio de ouro. O relógio Cartier que ele faz questão de exibir: 13 mil euros.

 EL-13 EL-22 EL-32

Daniel Chávez no Mundial de Beisebol lá no Império. A filha em Paris para ver o show da capitalista Madonna. A garota na Disneyworld. Criação imperialista que todo dirigente comunista adora. Kim Jong é louco por Mickey e Puff. Mas, ameaça destruir os Estados Unidos. Complexo de que?

 EL-23 EL-9 EL-1

Ser sobrinho, filho, afilhado, genro, nora, compadre, amante, companheiro, de Rei Populista-Socialista-Tropicalista é uma delícia. Cartier no pulso. Pistola de ouro na cintura. Dólar no bolso. Viagens internacionais. De helicóptero para a praia. Hugo Chávez tem filhas e sobrinhos craques nos negócios. Como o Lulinha, “um craque nos negócios” como o Ronaldo no futebol. Aqui! Como aí!

   EL-17 EL-27

La Mama Hugo Chávez. Antes e depois. Inteiraça. Ouro nos dedos. No pulso. Óculos Dolce Gabanna. Bolsa Louis Vuitton. A primeira mãe da Venezuela foi fazer compras em Nova York. A maçã sedutora a serviço do Mal. Do Império. A neta Rosinés Chávez se soltou no twitter com um abanico de dólares imperialistas. A garota sabe o que é bom. A Côroa também. E viva a República Socialista da Venezuela! E o nosso Brasil é: Capitalista? Socialista? Anarquista? Lulista? Dilmista? Nada? Todos sadomasoquistas: amam e odeiam os Estados Unidos! Não quero viver com você. Mas, não posso viver sem você! I love you. I hate you.

Democracia na Venezuela

“Enquanto eu estiver no cargo de presidente da Assembleia Nacional, nenhum deputado que não reconheça a vitória do companheiro Nicolás Maduro terá direito à palavra. Não lhes darei o direito à palavra”. Metade do povo não votou no herdeiro de Hugo Chávez. Na recontagem parcial de votos vai dar Maduro, é claro. Paulo Sanchez.

 EL-26 EL-14 EL-6EL-7

A turma Chávez na Bodeguita Del Médio em Havana. A turma comendo lagosta AL Thermidor no melhor e mais caro restaurante da Ilha Margarita, paraíso do socialismo tropical. O relógio no pulso da esposa de Clever Chavez é um Chanel J12 com diamantes. 15 mil euros. Note que todo novo rico-companheiro-socialista faz questão de se exibir comendo e bebendo. Enchendo a barriga. O que Lula/Marisa gastaram aí no nosso país com comida usando o Cartão Corporativo do Governo/Povo dava para alimentar os flagelados da seca e das enchentes.

 EL-33 EL-44 EL-43

Ouro no avião de HC. Na luxuria, quem imitou quem? Rosemary, a SSS (Super-secretária…) adora o Aero Lula: “Uma maravilha”.

EL-30 EL-29 EL-8

Karlita Chávez com carro do ano, todo ano. O garotão Aníbal Chávez no iate do papai com o seu melhor amigo Black Label. Uísque imperialista “fazedor de cabeça”.  O iate foi comprado como e com que?

Taco a taco

Se, Hugo Chávez tivesse resolvido os principais problemas do povo o seu afilhado e guri de recados de Fidel Castro teria vencido com pelo menos 40% dos votos. Foi taco-a-taco. Nem 2% de diferença. Faltam produtos. Falta comida. Inflação alta. Drogas entrando e saindo por todos os lados. Assaltos. Muito assassinato. A insegurança em Caracas é total. O governo do Brasil tem que rever a sua aliança incondicional com a Venezuela. Lula e Hugo Chávez= atraso. Quem sabe Dilma e Maduro sejam mais maduros. Como pode 50% do povo brasileiro acreditar nas lorotas chavista-lulista? Mariano, Rondônia.

Em Washington doméstica é luxo

Muitos diplomatas trazem as suas. Filha de militar graduado eu fui babá. Aqui é normal. Só que a tecnologia facilita a vida da dona-de-casa norte-americana. A cozinha e o banheiro só faltam “falar”. É apertar um botão e a “faxineira” faz tudo. A minha mãe nunca explorou ninguém. Ela pagou a creche e escola para as duas filhas de nossa empregada. Com os filhos no exterior e ela idosa com o salário de aposentada vai ter que demitir duas “auxiliares”. Perde minha mãe.

Perde elas que já são idosas. Essas bondades sociais abrangentes para fins eleitorais vão prejudicar muita gente. E quando a tecnologia chegar às cozinhas brasileiras para que empregada? Nessa onda de benefícios com visor político muita gente que precisa trabalhar vai ficar desempregada. Lendo seu RH lembro-me dos artigos em a Opinião do Sací nos tempos da dita-cuja. O mesmo Jota, melhorado. Daquela que foi a sua copy desk no jornal The Brasilians, no miolo de NY, a Rua 46. Sônia Neves, Washington. Encaminhando para muita gente nos States e na Europa. Keep going!

———————————————————————————————————————

Faça cópias e divulgue entre os que ainda não tem internet. Encaminhe pela web.

www.oreporternahistoria.com.br

Opine. escreve_publico: oreporternahistoria@uol.com.br